Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, a vitória contra o Cruzeiro nos trouxe alguma tranquilidade. Por mais que eu seja muito conservador e continue usando o número 46 como margem absolutamente segura como faixa de corte, admito que 42 pontos, com os times que estão atrás de nós e a distância de oito pontos para o Z4 nos dão condição de jogar sem desespero. Aliás, se é uma coisa que nós estamos fazendo, isso é jogar sem desespero, afinal, o time, verdadeiramente, entrou em férias.

O Cruzeiro é um time patético. Entendo que ele é pior que o Vasco e ainda vai cair. Assim como venho falando desde que o Botafogo abriu 14 pontos para o vice-líder que ele não seria campeão. E não será. Em relação ao Botafogo, tem o fator “amarelão”. Em relação ao Vasco, além de ser melhor que o Cruzeiro, tem a Operação Salva Vasco.

Mesmo jogando contra um time patético, e nós com o time praticamente titular (sem Calleri e Lucas), só conseguimos fazer o nosso gol aos 38 minutos do segundo tempo. E ainda fui obrigado a ouvir Rafinha dizer que o Cruzeiro é o time mais difícil que o São Paulo enfrentou no segundo turno.

Imagino se o Palmeiras tivesse sido o mais difícil. Aí seria 10, não cinco. Vá falar abobrinha assim prá lá.

Voltando ao jogo, Arboleda voltou em grande estilo, Beraldo melhorou ao seu lado, Caio continua sem conseguir reeditar seu bom futebol, Pablo Maia mostrou o quanto é importante na frente da zaga, Alisson também mostrou ser importante, Rodrigo Nestor teve noite de Rodrigo Nestor e n o ataque…Bem, no ataque, Dorival continua testando vários e nenhum encaixa.

Um parágrafo para James Rodrigues. Foi pessimamente escalado por Dorival. Nosso técnico quer fazer dele o que Guardiola fez de Messi no Barcelona. Só que existe um espaço interplanetário de distância. Enquanto ele ficou enfiado entre os zagueiros, não pegou na bola. Ele não consegue jogar de costas para o gol. Nas duas vezes que veio ao meio de campo buscar a bola, numa deixou David na cara do gol e na outra quase marcou. Então, ela é meia, não atacante.

Assim vamos nos encaminhado para as férias. Nós, torcedores, porque o elenco, esse entrou em férias no dia seguinte da conquista da Copa do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *