Adversários neste domingo pela Copa do Brasil, São Paulo e Flamengo tiveram seus balanços financeiros de 2022 analisados pela Sports Value. Segundo o estudo, o Tricolor registrou uma receita de R$ 657 milhões, quase metade do arrecadado pelos cariocas.

No ano passado, o Flamengo teve uma receita de R$ 1,2 bilhões, número 9% maior que o do balanço anterior. As principais fontes de arrecadação são direitos de TV e premiações, patrocínios, transferências, bilheteria, clube social, licenciamentos e sócio-torcedor.

Além disso, fecharam o ano de 2022 com o maior superávit do futebol brasileiro, R$ 136 milhões e dívidas foram ao menor patamar da história, R$ 259 milhões.

Do outro lado, o São Paulo teve um crescimento de 38% nas receitas em comparação aos números de 2021. A equipe paulista fechou com superávits de R$ 37 milhões e dívidas caíram 9%, na casa dos R$ 587 milhões.

A maior fonte de renda do clube foram as transferências de jogadores. O Tricolor arrecadou R$ 229 milhões em negociações, valor 89% maior do que o ano anterior. São Paulo vendeu Gabriel Sara, Emiliano Rigoni, Toró, Marquinhos e recebeu pagamentos por solidariedade pelas negociações de David Neres ao Benfica e Antony ao Manchester United.

Outro ponto levantado foi o valor da marca dos finalistas da Copa do Brasil. A do Flamengo está avaliada em R$ 1,6 bilhões, enquanto a do São Paulo vale R$ 700 milhões.

O jogo de ida da decisão será disputado neste domingo, a partir das 16 horas (de Brasília), no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, no Rio de Janeiro, já a volta será no dia 24 de setembro, no Morumbi, em São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *