O São Paulo perdeu a sua invencibilidade na temporada. Neste sábado, o Tricolor foi superado pela Ponte Preta por 2 a 0, fora de casa, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Gabriel Risso e Renato definiram o placar.

Apesar do revés, o clube da capital segue na ponta do grupo D, com 13 pontos, dois a mais que o São Bernardo, que aparece em segundo. Já a Ponte é a vice-líder da chave B, com 12, um a menos que o Palmeiras.

O São Paulo volta a campo na quarta-feira, quando recebe o Santos, pela oitava rodada do Paulistão. A bola rola no gramado do Morumbis a partir das 19h30 (de Brasília). No mesmo dia, mas às 21h30, a Ponte visita o Red Bull Bragantino.

O jogo

Mesmo jogando fora de casa, o Tricolor começou a etapa inicial tentando partir para cima. A primeira chegada de perigo saiu aos cinco minutos. Wellington Rato cobrou falta, Diego Costa desviou e Galoppo, livre de marcação, cabeceou para fora.

Os mandantes, por sua vez, responderam logo na sequência. Em rápido contra-ataque, Iago Dias dominou pela esquerda e soltou o pé para a defesa de Rafael.

Já aos 20, Calleri foi acionado no bico da área e deixou com estilo para Luciano, que tentou o chute colocado, mas errou a mira. Aos 38, Galoppo tentou em cobrança de falta e acertou a rede pelo lado de fora.

2º tempo

Na volta do intervalo, as equipes tentaram agitar um pouco mais a partida. Com 10 minutos, Calleri recebeu ótimo passe em profundidade e, pressionado pela defesa, tentou o chute. Atento, Pedro Rocha fez boa defesa. Na sequência, Moreira dominou com liberdade na intermediária e soltou uma pancada por cima.

Mais tarde, foi a vez de Erick tentar. O atacante foi acionado na ponta direita, cortou para o meio e concluiu pelo lado. Aos 20, Pablo Maia arriscou de longe e mandou por cima.

Do outro lado, a Ponte puxou alguns contra-ataques, mas sofreu para levar perigo. Até que, aos 29 minutos, Gabriel Risso marcou um golaço para abrir o placar em Campinas. Após cobrança de escanteio, o lateral esquerdo aproveitou a sobra e emendou um lindo chute no ângulo, sem chances para Rafael.

Em desvantagem, o São Paulo partiu para cima. Aos 38, a bola ficou viva na área após trapalhada da defesa mandante e Erick chutou no canto. Mas, no meio do caminho, a bola bateu em Luciano e saiu pela linha de fundo. O camisa 10 estava em posição de impedimento.

Nos minutos finais, o Tricolor tentou pressionar. Contudo, quem acabou marcando mais um foram os alvinegros. Igor Inocêncio puxou rápido contra-ataque pela esquerda e cruzou rasteiro para Renato, que finalizou entre as pernas de Rafael para matar o jogo.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 2 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 10 de fevereiro de 2024, sábado
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Fabiano Monteiro dos Santos
Assistentes: Evandro de Melo Lima e Leandro Matos Feitosa
VAR: José Cláudio Rocha Filho
Público: 11.451 pessoas
Renda: R$ 267.530,00
Cartões amarelos: Dudu (Ponte Preta); Galoppo, Diego Costa, Arboleda (São Paulo)

GOLS: Gabriel Risso, aos 29 do 2ºT, e Renato, aos 46 do 2ºT (Ponte Preta)

PONTE PRETA: Pedro Rocha; Igor Inocêncio, Luís Haquin, Castro, Nilson Júnior e Gabriel Risso; Emerson Santos (Leo Naldi), Ramon (Wesley Fraga), Elvis (Dudu); Iago Dias (Paul Villero) e Dodô (Gabriel Novaes).
Técnico: João Brigatti

SÃO PAULO: Rafael; Moreira, Arboleda, Diego Costa e Welington; Pablo Maia (Juan) e Luiz Gustavo (Bobadilla); Wellington Rato (Erick), Luciano e Galoppo (Ferreirinha); Calleri
Técnico: Thiago Carpini

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *