Em participação no Seleção sportv desta sexta-feira, o jornalista Martín Fernandez explicou como foi o contato de Ednaldo Rodrigues, reconduzido à presidência da CBF após uma liminar do STF, com Julio Casares, mandatário do São Paulo, sobre a intenção de contratar Dorival Júnior para a Seleção.

De acordo com Martín, a CBF ainda não fez um convite formal para o técnico, atual campeão da Copa do Brasil com o Tricolor. Houve apenas uma consulta e a sinalização do clube sobre multa rescisória.

– O Ednaldo falou com o presidente do São Paulo para sondar, saber, consultar… Não foi um convite para começar a trabalhar amanhã, foi para entender a situação. Ouviu de volta que o Dorival tem contrato até o fim do ano, com multa de três salários (aproximadamente R$ 2 milhões) – explicou.

Pessoas próximas a Dorival Júnior, segundo Martín Fernandez, entendem que um eventual convite da CBF para assumir a seleção brasileira mexeria com o treinador. Mas a situação atual da CBF, em crise política, é algo que o técnico está de olho antes de tomar qualquer decisão.

– Eu não consegui falar diretamente com o Dorival, mas pessoas do São Paulo que estão acompanhando essa situação acham que o Dorival, obviamente, gostaria de assumir a seleção brasileira, sabem que é um sonho dele, mas sentiram nele também alguma dúvida sobre a situação da CBF. Pelo que essas pessoas do São Paulo contam, o Dorival quer saber exatamente que condições seriam oferecidas a ele. O que ouvi do São Paulo é que se fosse uma situação mais normal, o Dorival aceitava na hora – disse Martín.

Recolocado na presidência da CBF na última quinta-feira, por decisão do Supremo Tribunal Federal, Ednaldo tinha sido destituído do cargo no dia 7 de dezembro, como determinado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Desde então, a entidade vive dias turbulentos nos bastidores (houve até a possibilidade de uma nova eleição ser marcada para definir o substituto de Ednaldo).

Na semana que vem, entre 8 e 10 de janeiro, uma comitiva da Fifa vai para a sede da CBF se reunir com o -agora – antigo interventor José Perdiz e Ednaldo Rodrigues, de volta ao poder na confederação.

Nos últimos dias, nos bastidores de Brasília, autoridades do Governo Federal também manifestaram preocupação com a candidatura do Brasil a sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027.

O que pensa o São Paulo
A manutenção de Dorival é vista como fundamental no planejamento para esta temporada do São Paulo, que terá Campeonato Paulista, Supercopa do Brasil, Libertadores e Brasileirão para serem disputados. Com perfil completamente encaixado ao dia a dia do clube, o treinador é visto internamente como peça decisiva no desempenho nas competições do ano.

O interesse da CBF em Dorival Júnior pegou o São Paulo de surpresa. Não estava, nem de perto, nos planos do clube perder o treinador no início deste ano. Decisivo na conquista da Copa do Brasil, o técnico participou da escolha de jogadores que negociaram e negociam com o Tricolor para 2024, já pensando na formação do elenco para a temporada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *