O São Paulo, depois de vencer a Portuguesa por 1 a 0, neste sábado, no Morumbi, tem dois jogos decisivos pela frente: os clássicos contra Corinthians, pela quarta rodada do Campeonato Paulista, e Palmeiras, pela final da Supercopa, que coloca frente a frente os campeões da Copa do Brasil e do Brasileirão de 2023.

Apesar da proximidade dos dois jogos, Carpini ainda não quer pensar no Palmeiras. O técnico do São Paulo, em entrevista coletiva, destacou a importância de seus jogadores se concentrarem apenas no primeiro clássico da semana, que será na terça-feira, às 19h30, na Neo Química Arena.

– Nossa primeira decisão é na terça-feira. Cada jogo do Paulista é uma decisão. Hoje foi uma que deixamos para trás. Estão vendo as dificuldades do Paulista. O início é muito ajustado e deve ficar ainda mais. Começar bem é importante e temos de valorizar muito essa nossa sequência. A partir de amanhã, vamos ver o que temos de melhor para essa partida. O elenco nos permite fazer mudanças – disse Carpini.

O que o técnico do São Paulo também não quer é que o seu elenco carregue o peso de o clube nunca ter vencido o rival Corinthians em Itaquera.

– Esse peso de quebrar um tabu não é desse elenco. Não sei quanto tempo tem Itaquera, não sei quantos times já jogaram lá. Então, não é desse elenco, o peso. Se conseguirmos vencer lá, fantástico, será um grupo que seguirá fazendo história no clube, como em 2023. Depois do Corinthians, aí, sim, temos o clássico contra o Palmeiras – completou.

Já de olho nos jogos importantes desta semana, Carpini ainda não sabe com quais jogadores poderá contar para enfrentar Corinthians e Palmeiras. O lateral-direito Igor Vinicius deixou o campo com dores na coxa direita contra a Portuguesa. Lucas, Rafinha, James Rodríguez e Michel Araújo não jogaram por causa do controle de carga do São Paulo, e Erick se recupera de dores na região intercostal.

Lucas, de acordo com Carpini, é quem tem mais chances de enfrentar o Corinthians. O técnico disse que o atacante queria ter jogado contra a Portuguesa, mas o São Paulo achou mais prudente preservá-lo para os clássicos.

– Os outros não vinham treinando ainda com o elenco, equilibrando carga, tudo dentro do programado. Hoje pela manhã eles participaram normalmente das atividades. De agora em diante eles passam a ter mais condições de atuar, à medida que tenhamos o feedback também do atleta, se sentindo confiante. Acho que talvez seja um pouco precoce ainda (tê-los contra o Corinthians), mas a partir de amanhã vamos ter um feedback. James, Rafinha, Michel e Lucas treinaram com o grupo (neste domingo) – explicou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *