O São Paulo deve bater, em seus próximos jogos, seus recordes históricos de público e renda.

Com médias superiores às do ano passado, quando alcançou os melhores números, o clube pode quebrar o recorde de bilheteria já na próxima partida como mandante, contra a LDU, no dia 31, pelo jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Até agora, o São Paulo arrecadou R$ 65.466.593. Se mantiver a média de R$ 2,5 milhões, irá ultrapassar os R$ 67.030.258 de 2022.

O recorde de público também deve ser batido muito em breve.

Foram vendidos 1.157.539 ingressos nessa temporada. Para chegar aos 1.260.707 bilhetes do ano passado falta 103.168 ingressos. Com a média atual de 44,5 mil por jogo, serão necessárias três partidas em casa.

Mas pode ser antes: o São Paulo jogou as últimas sete partidas para mais de 50 mil pessoas – o recorde é o duelo contra o Corinthians, pela semifinal da Copa do Brasil, com 62.093 pagantes.

Os próximos dois jogos da equipe são como visitante, contra a LDU, quinta, pelas quartas de final da Sul-Americana, em Quito, e contra o América-MG, domingo, em Belo Horizonte.

Depois, o São Paulo recebe a LDU, dia 31, e o Coritiba, em 3 de setembro, no Morumbi. O terceiro jogo dessa sequência será a final da Copa do Brasil, contra o Flamengo. Pode ser o de ida, no dia 17 de setembro, ou o de volta, dia 24 – o mando de campo será definido por sorteio.

Entre um e outro, irá a Porto Alegre enfrentar o Inter pelo Brasileiro.

A equipe já fez 26 jogos com mandante nesta temporada – só um deles fora do Morumbi, contra o Água Santa, no Paulista, no Allianz Parque. Serão pelo menos mais 11, considerando a final da Copa do Brasil, o jogo de volta contra a LDU e outros nove duelos em casa no segundo turno do Brasileiro.

Em 2022, quando chegou às finais do Paulista, da Sul-Americana e nas semifinais da Copa do Brasil, o São Paulo fez 39 partidas em casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *