O São Paulo empatou com o Red Bull Bragantino, por 2 a 2, no Estádio do Morumbi, em duelo válido pela nona rodada do Campeonato Paulista. Erick e Calleri marcaram para o Tricolor, enquanto Thiago Borbas e Nacho anotaram os gols do Massa Bruta.

Com este resultado, o Tricolor interrompeu a sequência de duas derrotas. Os comandados de Thiago Carpini ficam com 14 pontos, na liderança do Grupo D, mas podem perder a ponta para o Novorizontino, que joga com o Santos neste domingo. O Bragantino, por sua vez, fica com 15 pontos, em primeiro lugar do Grupo C.

O Tricolor retorna a campo no próximo domingo, quando enfrenta o Guarani, pela décima rodada do Estadual. A bola rola às 18 horas (de Brasília), no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O Bragantino, por sua vez, duela com o Ituano, no próximo sábado, às 16 horas, em Itu.

O jogo

O São Paulo quase abriu o placar. Após cobrança de falta, a bola sobrou na esquerda com Ferreirinha, que cruzou na área e encontrou Calleri. O camisa 9 finalizou de dentro da pequena área e Lucão fez boa defesa. Pouco depois, o Tricolor chegou novamente com perigo e Pablo Maia foi travado na hora da finalização. Sem aproveitar a oportunidade de marcar, viu o Bragantino abrir o placar em sua primeira boa chance.

Depois de passe errado de Arboleda, Thiago Borbas recebeu de Henry Mosquera e finalizou no canto de Rafael. A equipe da casa tentou uma resposta aos 10. Alisson levantou a bola na área, mas Luciano desviou para fora. Na sequência, o São Paulo teve nova chance. Luciano recebeu de Calleri, foi travado no chute e viu Lucão defender. Aos 15, Ferreirinha fez boa jogada, cruzou na área e Douglas Mendes fez o corte.

Antes dos 30 minutos, o Bragantino perdeu Mosquera, por lesão. O jogador foi lançado no ataque pela esquerda, mas não conseguiu alcançar a bola após sentir a coxa. Aos 37, Welington avançou pela esquerda, cruzou para o meio e Ferreirinha, da entrada da área, furou. Nikão tentou em seguida e mandou por cima do gol. Pouco depois, o Bragantino quase fez o segundo. Pelo lado esquerdo, Vitinho avançou e finalizou, obrigando Rafael a trabalhar.

Na volta para o segundo tempo, o Bragantino já assustou a defesa do São Paulo antes do primeiro minuto, com finalização de Vitinho. Pouco depois, Gustavo neves tentou e obrigou Rafael buscar a bola quase no ângulo. A resposta são-paulina veio aos quatro. Nikão recebeu de Ferreirinha e arriscou, com perigo. O camisa 43 teve outra chance, mas mandou fraco nas mãos de Lucão. O goleiro do Bragantino salvou mais uma oportunidade do São Paulo, aos 11. Nikão finalizou e Lucão defendeu em cima da linha.

O São Paulo levou perigo aos 22. Alisson cobrou escanteio, o goleiro tirou com um soco para frente. Welington ficou coma sobra na entrada da área, mandou para o gol e a defesa do Massa Bruta desviou para fora. Aos 27, o árbitro expulsou Helinho, que tinha entrado há poucos minutos, após falta em cima de Erick. Primeiro, o jogador recebeu o amarelo e, em seguida, o vermelho.

Depois, Arboleda também foi expulso após revisão do VAR por falta em ataque do Bragantino no início do lance. Na cobrança, Lincoln mandou no alto e Rafael salvou o São Paulo. A equipe de Bragança Paulista chegou novamente ao ataque, mas Talisson finalizou fraco e Rafael fez a defesa tranquila. Apesar de erros e após insistência, o Tricolor empatou o jogo, aos 41 minutos. Erick buscou espaço pela direita e bateu firme para balançar a rede e deixar tudo igual.

O São Paulo empolgou após o empate e buscou a virada. Nos acréscimos, Erick recebeu lançamento pela direita e deixou Calleri na cara do gol. O centroavante tocou por cima de Lucão para maracr o gol da virada são-paulina. Contudo, o Bragantino não desistiu e buscou a igualdade, aos 50. Nacho recebeu na área e tocou para o fundo do gol de Rafael.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 2 RED BULL BRAGANTINO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 17 de fevereiro de 2024 (sábado)
Horário: às 18h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Luiz Alberto Andrini Nogueira
VAR: José Claudio Rocha Filho
Cartões amarelos: Pablo Maia, Diego Costa (São Paulo); Helinho, Talisson (Red Bull Bragantino)
Cartões vermelhos: Arboleda (São Paulo); Helinho (Red Bull Bragantino)
Público: 44.756 torcedores
Renda: R$ 2.600.939,00

GOLS

SÃO PAULO: Erick (aos 41 minutos do 2°T) e Calleri (a0s 47 minutos do 2°T)
RED BULL BRAGANTINO: Thiago Borbas (aos seis minutos do 1°T) e Nacho (aos 50 do 2°T)

SÃO PAULO: Rafael; Bobadilla, Diego Costa, Arboleda e Welington; Pablo Maia (Alan Franco) e Alisson; Nikão (Michel Araujo), Luciano (Luciano) e Ferreirinha (Luiz Gustavo); Calleri.
Técnico: Thiago Carpini

RED BULL BRAGANTINO: Lucão; Andrés Hurtado, Douglas Mendes, Léo Realpe (Léo Ortiz) e Guilherme Lopes (Helinho); Matheus Fernandes (Jadsom), Gustavo Neves e Lincoln; Nacho, Thiago Borbas (Talisson) e Henry Mosquera (Vitinho).
Técnico: Pedro Caixinha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!