Com dois gols anulados, o São Paulo venceu o Tigre por 2 a 0, com um gol de Juan, que entrou no segundo tempo e marcou logo três minutos após entrar em campo, e um de Wellington Rato, quase ao apagar das luzes. Esse foi um reencontro histórico, após mais de dez anos, permitindo ao Tricolor finalmente concluir a partida da fatídica final de 2012. Dessa vez, os argentinos retornaram para o segundo tempo e o ciclo foi finalizado.

Com esse resultado, o São Paulo garantiu sua vaga nas oitavas de final da Copa Sul-Americana e encerrou a fase de grupos como líder da tabela, somando 16 pontos. O Tigre ficou em segundo lugar, com dez pontos, e terá a chance de disputar a repescagem contra os terceiros colocados da Copa Libertadores.

!É LUCIANO! MAS CALMA…

O começo da partida pertenceu ao São Paulo. Com menos de dois minutos, o Tricolor chegou perto de abrir o placar. Logo no primeiro minuto, Gabriel Neves conseguiu um belo lançamento para Luciano, que dominou livre e tocou para o gol. O camisa 10 chegou a comemorar, mas foi marcado impedimento e o gol foi anulado.

ENTRADA BRUSCA E EXPULSÃO

Seguindo a premissa de um confronto conhecido pelas confusões entre São Paulo e Tigre, desta vez não foi diferente. Aos 22 minutos, Leizza deu uma entrada duríssima em Pablo Maia, cometendo a primeira falta do jogo. Devido à violência do lance, o zagueiro foi expulso imediatamente.

Pablo Maia, cria da base, recebeu atendimento em campo e tentou continuar, porém, não conseguiu. De forma preocupante, o volante deixou o gramado em uma maca, chorando bastante, e Rodriguinho entrou em seu lugar. Com isso, o São Paulo ficou com um jogador a mais em campo.

TIGRE ASSUSTA PELA PRIMEIRA VEZ

Mesmo com um jogador a menos, o Tigre tentou algo. Aos 36 minutos, Gabriel Neves errou um passe e a bola parou nos pés de Colidio. O camisa 11 da equipe argentina finalizou com perigo, mas a bola saiu à direita do gol tricolor.

O São Paulo terminou o primeiro tempo com um jogador a mais, porém não conseguiu marcar. A equipe até tentou e arriscou, mas esbarrou nos detalhes e na defesa bem postada do adversário.

!SÃO PAULO VOLTA OFENSIVO PARA O SEGUNDO TEMPO – E O TIGRE NÃO FOI EMBORA!

Na volta do intervalo (sim, o Tigre voltou! Algo inédito no Morumbi), Dorival Júnior realizou mudanças pensando em reforçar a ofensividade do Tricolor para a partida. Calleri entrou no lugar de David e Wellington Rato no lugar de David. Logo no primeiro minuto, Caio acertou a trave. Rodriguinho se desvencilhou da marcação argentina e cruzou para o lateral-esquerdo, que soltou uma bomba.

!TOCA NO CALLERI E QUASE FOI GOL!

Mesmo com o retorno do Tigre para o segundo tempo, a má sorte persistia… Luciano recebeu um ótimo passe de Caio e deu um bom cruzamento para Rodriguinho. O meia finalizou em direção ao gol, a bola desviou em Calleri e entrou. No entanto, nem tudo são flores. Após uma longa revisão com o auxílio do árbitro de vídeo, foi constatado que o desvio ocorreu no braço do camisa 9. Assim, mais um gol foi anulado.

PERDE, RATO…

Mais uma vez, Gabriel Neves se destacou e fez um bom lançamento para Wellington Rato, que dominou pela lateral esquerda. Livre na área e sem problemas, ele tinha todas as condições de finalizar no gol, mas acabou desperdiçando a oportunidade.

!FINALMENTE!

O São Paulo continuou tentando algumas finalizações, mas nenhuma delas resultava em gol. Aos 23 minutos, Juan foi substituído por Marcos Paulo. Três minutos depois, Juan fez a diferença. Rodriguinho iniciou a jogada e deu um cruzamento para o companheiro de Cotia. Juan aproveitou a oportunidade e abriu o placar. Dessa vez, o gol foi válido e contou para o São Paulo.

DE TANTO TENTAR…

Após perder algumas oportunidades, Wellington Rato finalmente conseguiu marcar o gol que tanto esperava. Quase nos últimos instantes da partida, Calleri desviou de cabeça e Rato aproveitou a chance. Com esse gol, o São Paulo encerrou a ‘maldição’ contra esse adversário histórico, finalizando o jogo no Morumbi com mais uma vitória.

E AGORA?

O São Paulo volta a campo no sábado (1), contra o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro. A partida será às 16h (de Brasília). Já o Tigre joga no domingo (2), contra o Defensa y Justicia, pelo Campeonato Argentino.

FICHA TÉCNICA: SÃO PAULO X TIGRE
Copa Sul-Americana – 6ª Rodada – Fase de Grupos

Local: Estádio do Morumbi, São Paulo (SP)
Data e horário: 27 de junho de 2023, terça-feira, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Guillermo Guerrero (EQU)
Assistentes: Ricardo Baren (EQU) e Ricardo Baren (EQU)
VAR: Roberto Sanchez (EQU)
Cartões amarelos: Retengui (TIGRE)
Cartões vermelhos: Leizza (Tigre)
Público e renda: 28.699 / R$ 1.143.738,00

Gols: Juan (1-0), Wellington Rato (2-0)

SÃO PAULO
Rafael, Nathan, Arboleda, Alan Franco e Caio Paulista; Méndez (Wellington Rato, 1´/2ºT), Pablo Maia (Rodriguinho, aos 28´/1ºT), Gabriel Neves (Negrucci, aos 30´/2ºT) e Marcos Paulo (Juan, aos 23/´2ºT); Luciano e David (Calleri, 1´/2ºT).

TIGRE
Marinelli; Garay, Leizza, Aguilera, Luciatti; Montoya (Ortega, aos 7´/2ºT), Cardozo (Sebastián Medina, aos 36´/2ºT), Zabala (Cabrera, aos 7´/2ºT), Molinas (Prediger, aos 28´/2ºT); Colidio (Armoa, aos 27´/2ºT) e Retengui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *