Dentro de campo, o São Paulo terá um mês de outubro relativamente tranquilo, com cinco jogos do Brasileirão sem grandes compromissos na tabela de classificação. Fora dele, porém, será um período para grande definições.

A diretoria do São Paulo, junto com a comissão técnica de Dorival Júnior, terá que conversar e definir algumas situações contratuais, como as renovação de Lucas e Rafinha, se irá comprar David e Caio Paulista e quando será feita a cirurgia de Calleri.

As duas primeiras operações – Lucas e Rafinha – não dependem 100% do clube, o que dificulta mais a situação. Lucas, por exemplo, tem contrato até o final do ano e, caso chegue alguma proposta sedutora, ele já deixou claro que pode sair.

Já Rafinha ainda está em um impasse sobre sua renovação. Após o duelo contra o Corinthians, no último sábado, ele disse que irá parar em 2024, mas a sua resposta no final da partida deixou no ar se será no final desse ano ou somente depois de atuar na próxima temporada.

Três casos em que o São Paulo terá autonomia são os de David, Caio Paulista e Erison. O trio está emprestado por Internacional, Fluminense e Botafogo, respectivamente. Para ficar com os atletas, o Tricolor terá que acionar a cláusula de opção de compra.

No caso de David o valor aproximado é de 4 milhões de euros (cerca de R$ 21,3 milhões na cotação atual). Já Caio Paulista custará R$ 20 milhões por 80% dos direitos econômicos – a diretoria já anunciou que irá comprar o lateral e que tentará uma negociação com o Fluminense para a forma de pagamento.

Já Erison custará US$ 2 milhões (cerca de R$ 10 milhões na cotação atual) caso seja comprado. O atacante, porém, viveu uma temporada repleta de lesões e o São Paulo pode tentar um acordo com o Botafogo para estender um pouco mais o empréstimo para ele poder jogar.

Outro jogador que tem futuro indefinido é Alexandre Pato. O atacante ficou fora dos relacionados mais uma vez no último domingo e está cada vez mais próximo de deixar o Tricolor ao final da temporada. O São Paulo não deve renovar seu contrato.

Cirurgia de Calleri
Uma definição que também deve ser feita neste mês é a cirurgia do tornozelo direito de Calleri. O argentino precisa fazer uma intervenção no local, mas ainda não ficou definido quando isso será feito.

O jogador quer fazer o quanto antes por não suportar mais jogar com dores, enquanto a comissão técnica acredita que ele ainda pode ajudar o time na temporada e adiar um pouco mais essa operação. Isso deve ser definido nos próximos dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *