A cautela com Ferraresi no São Paulo se estende a Galoppo. Assim como o venezuelano, o argentino passou por uma cirurgia no joelho no mês de março e tem o retorno sem um prazo estipulado. Contudo, dentro do clube há o planejamento para que o jogador volte aos gramados ainda no fim desta temporada.

O meia-atacante permaneceu no país durante as primeiras semanas de recuperação, supervisionado por profissionais do São Paulo, antes de começar o tratamento mais próximo no CT da Barra Funda.

Galoppo está em processo adiantado de condicionamento físico, mas ainda em protocolo de lesão. São oito meses para cicatrização, o que deve liberá-lo para atuar pelo clube em novembro, antes do fim do Campeonato Brasileiro.

– Ele ainda tem uma volta complicada, ainda demanda tempo porque tem que respeitar o período que tem que cumprir em razão o que aconteceu com ele. Assim que cumprir esse período, vai estar à disposição, próximo do fim de ano – explicou o técnico Dorival Júnior.

O argentino era o grande destaque do São Paulo na temporada antes de se machucar contra o Água Santa, na eliminação do time ainda nas quartas de final do Paulistão.

O camisa 14 anotou oito gols e comandou a artilharia da equipe na temporada até este segundo semestre, quando Calleri e Luciano chegaram aos 10 e assumiram a liderança no quesito.

Pelo problema grave, Galoppo ainda não atuou sob o comando de Dorival Júnior, que recebeu reforços como Lucas e James Rodríguez para o setor. O primeiro tornou-se protagonista do time, enquanto o segundo busca a melhor forma física.

Ainda sem Galoppo, o São Paulo passa por uma nova janela de quase duas semanas de treinamentos. A equipe, que atuou pela última vez na quinta-feira, diante da LDU, pela Sul-Americana, volta a campo dia 13 contra o Internacional, fora de casa, pelo Brasileirão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *