O São Paulo foi derrotado pelo Internacional nesta quarta-feira, de virada, por 2 a 1, no Beira-Rio, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, partida que serviu como último teste para os comandados de Dorival Júnior antes da grande final da Copa do Brasil. Calleri, de pênalti, abriu o placar para o Tricolor. Bustos e Renê viraram o jogo para o Colorado.

Com o resultado, o São Paulo ampliou seu jejum de vitórias como visitante neste Campeonato Brasileiro. Agora são 11 partidas do Tricolor longe do Morumbi, com cinco empates e seis derrotas. A única outra equipe que não triunfou fora de casa na competição por pontos corridos é o América-MG, que figura na última posição.

Agora o São Paulo volta o foco para o primeiro jogo da grande final da Copa do Brasil. No próximo domingo, às 16h (de Brasília), Lucas, Calleri e companhia enfrentam o Flamengo, no Maracanã, duelo que é considerado o mais importante dos últimos anos para o Tricolor.

Inter começa melhor, mas São Paulo reage
O Internacional começou o jogo pilhado e logo de cara quase abriu o placar. Aos dois minutos Alan Patrick deu excelente passe em profundidade para Maurício, que ficou com a bola dominada dentro da área, cara a cara com Rafael, que conseguiu fazer uma boa defesa para evitar o primeiro gol colorado.

Aos poucos a intensidade do Internacional foi diminuindo, e o São Paulo equilibrou o jogo. Entretanto, as disputas se concentravam muito nas intermediárias, já que os donos da casa não davam espaços ao time comandado pelo técnico Dorival Júnior.

Sem conseguir agredir com a bola no chão, o São Paulo apelou para as jogadas aéreas. Aos 16 minutos, Lucas por pouco não balançou as redes completando de cabeça o escanteio de Wellington Rato.

Já na reta final do primeiro tempo, mais precisamente aos 40 minutos, foi a vez de Calleri cabecear após cobrança de escanteio de Wellington Rato, mas o argentino carimbou a trave. O camisa 9 tricolor, no entanto, teve outra oportunidade para deixar sua marca.

Já nos acréscimos, Keiller deixou a bola escapar ao tentar dominar dentro da área, foi desarmado por Alisson e acabou cometendo pênalti no meia são-paulino. Calleri foi para a cobrança e não desperdiçou, vendo o goleiro do Inter tocar na bola com os pés antes de ela morrer no fundo das redes, colocando o Tricolor em vantagem no Beira-Rio.

Colorado vira o jogo
Precisando correr atrás do prejuízo, o Internacional voltou para a etapa complementar da mesma forma que iniciou o primeiro tempo, mas desta vez foi ainda mais agressivo. Não à toa, conseguiu o empate logo aos 14 minutos. Bustos ficou com a sobra de bola após cruzamento, dominou dentro da área e soltou a bomba, sem chances para o goleiro Rafael, deixando tudo igual no Beira-Rio logo no início da etapa complementar.

Após o empate, Dorival Júnior decidiu mexer no time do São Paulo, promovendo as entradas de Michel Araújo e Rodrigo Nestor nas vagas de Lucas e Luciano, respectivamente. Mas, quem acabou marcando o segundo gol foi o Internacional. Renê recebeu na entrada da área, dominou e soltou a bomba, no cantinho, sem chances para Rafael, que ainda se esticou todo, mas não conseguiu fazer a defesa.

O São Paulo só foi reagir na reta final da partida, mais precisamente aos 33 minutos, quando saiu a primeira finalização da equipe na etapa complementar. Patryck levantou na área, Calleri brigou pelo alto, e a bola sobrou para Michel Araújo, que bateu de primeira, exigindo boa defesa de Keiller. Logo na sequência, Wellington Rato cobrou escanteio no segundo pau, e Diego Costa cabeceou no cantinho, levando perigo à meta do Internacional.

Nos minutos finais o São Paulo foi com tudo para cima dos donos da casa, que adotaram uma postura mais retraída a fim de segurar a vantagem e garantir a vitória. Keiller, que já havia falhado no lance que resultou em pênalti a favor do Tricolor, até cometeu um novo vacilo, mas não foi suficiente para que os visitante empatassem a partida. Assim, o técnico Dorival Júnior e seus comandados tiveram de se conformar com mais um resultado negativo longe do Morumbi no Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 1 SÃO PAULO

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 13 de setembro de 2023, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva (FIFA-MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Leone Carvalho Rocha (GO)
VAR: Rodolpho Toski Marques (VAR FIFA – PR)

Gols: Calleri, aos 48 do 1ºT (São Paulo); Bustos, aos 14 do 2ºT, Renê, aos 24 do 2ºT (Internacional)
Cartões amarelos: Mercado, Gabriel, Keiller, Lucho González, (Internacional); Diego Costa, Pablo Maia, Rafinha, Calleri (São Paulo)

INTERNACIONAL: Keiller; Fabrício Bustos, Hugo Mallo, Gabriel Mercado (Nicolás Hernández) e Renê; Gabriel (Rômulo), Bruno Henrique (Matheus Dias), Maurício (Igor Gomes) e Wanderson; Alan Patrick e Lucca.
Técnico: Eduardo Coudet.

SÃO PAULO: Rafael; Rafinha (Nathan), Diego Costa, Beraldo e Caio Paulista (Patryck); Pablo Maia, Alisson e Wellington Rato, Lucas (Michel Araújo), Luciano (Nestor) e Calleri (Pato).
Técnico: Dorival Júnior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *