Quando entrar em campo às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira (25) para o duelo de ida da semifinal da Copa do Brasil contra o rival Corinthians, em Itaquera, o São Paulo colocará à prova, mais do que o histórico de nunca ter vencido na casa adversário, mas também o seu retrospecto na principal competição em mata-mata do país.

O Tricolor é um dos dois únicos grandes clubes do futebol brasileiro que nunca conquistaram a Copa do Brasil (o outro é o Botafogo). E não é que não houveram tentativas concretas do clube do Morumbi em quebrar o jejum.

Em outras seis oportunidades, o São Paulo alcançou a semifinal da competição. Em apenas uma delas conseguiu passar à decisão do título: em 2000, quando acabou superado pelo Cruzeiro após eliminar o Atlético-MG.

Em 2002, o adversário nesta etapa da competição foi justamente o Corinthians. Na ocasião, em dois jogos ocorridos no Morumbi, o São Paulo perdeu a primeira por 2 a 0 e ficou no empate em 2 a 2 na volta, sendo eliminado.

Caso seja eliminado pelo rival neste ano, pode haver o sentimento de repetição do ano passado, quando o Tricolor também alcançou a semifinal, mas acabou caindo para o Flamengo, treinado por seu atual comandante, Dorival Júnior, perdendo os dois jogos.

Se o fator Dorival fará ou não a diferença, é cedo para dizer. Mas em um primeiro momento, acima de tudo, há uma necessidade financeira para o São Paulo. Só de hipoteticamente se classificar à segunda final de sua história, o clube, que atravessa crise financeira, faturará, no mínimo, uma premiação de R$ 30 milhões, oferta da CBF oferecida ao vice-campeão. O título rende R$ 70 milhões.

Até aqui, por ter chego na semifinal, o São Paulo já garantiu R$ 21,8 milhões em premiações no principal mata-mata nacional.

AS SEMIFINAIS DO SÃO PAULO NA COPA DO BRASIL

2000 – São Paulo x Atlético Mineiro – CLASSIFICADO
2002 – São Paulo x Corinthians – eliminado
2012 – São Paulo x Coritiba – eliminado
2015 – São Paulo x Santos – eliminado
2020 – São Paulo x Grêmio – eliminado
2022 – São Paulo x Flamengo – eliminado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *