Com o gol de Alisson no empate do São Paulo por 1 a 1 contra o Palmeiras, no último domingo, o Tricolor chegou a 17 no Campeonato Paulista, dividindo a marca de segundo melhor ataque do torneio com o Mirassol. A campanha tricolor, porém, chama a atenção numa particularidade.

O São Paulo é o time com a artilharia mais “democrática” neste campeonato após 11 rodadas: ao todo, 13 jogadores diferentes marcaram:

3 gols – Calleri;
2 gols – Luiz Gustavo e Luciano;
1 gol – Alisson, James Rodríguez, Ferreira, Erick, Alan Franco, Juan, Bobadilla, Galoppo, Lucas e Diego Costa.

Depois do São Paulo, o time que mais alternou goleadores foi o Santos, com dez. Mirassol, Novorizontino e Inter de Limeira, com nove, aparecem logo atrás. Entre os demais rivais do São Paulo, Palmeiras e Corinthians aparecem com sete marcadores diferentes cada no Paulistão.

Curiosamente, o adversário do São Paulo na última rodada da fase de grupos é o time com ataque mais frágil. Penúltimo colocado na classificação geral com seis pontos, o Ituano marcou apenas três gols em 11 partidas disputadas. José Carlos, Leonardo e Pablo foram os únicos autores do time de Itu.

Jogo de classificação
A partida contra o Ituano acontece no domingo, no Novelli Júnior, em Itu.

Apesar de chegar à última rodada na liderança do Grupo D com 19 pontos, o Tricolor ainda não tem vaga assegurada nas quartas de final, já que pode ser ultrapassado por Novorizontino (vice-líder, com 19) e São Bernardo (terceiro colocado, com 18). O Novorizontino joga em casa contra a Portuguesa, enquanto o Bernô joga fora de casa, contra o Mirassol. Todas as partidas acontecerão às 16h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *