O São Paulo pode entrar de “férias” no espaço de uma semana. Campeão da Copa do Brasil e com vaga assegurada na próxima Conmebol Libertadores, o Tricolor entra em campo três vezes e tem a possibilidade de se alcançar (ou se aproximar) do número de pontos para confirmar a permanência na Série A do Brasileirão.

Com 35 pontos, o São Paulo está a dez dos 45 tradicionais pontos que praticamente garantem um time na Série A. A partir desta quarta até a próxima, a equipe pode somar mais nove, caso vença Goiás, Grêmio e Palmeiras.

O primeiro duelo será a partir das 21h30 (de Brasília) contra o Esmeraldino, em Goiânia, pela 27ª rodada. Depois, o Tricolor recebe o Grêmio no sábado, às 18h30, no Morumbi, antes de completar a semana na próxima quarta contra o Palmeiras, a partir das 20h, no Allianz Parque.

O Tricolor atualmente vive situação confortável na Série A, depois de flertar com a briga contra o rebaixamento durante o momento de maior instabilidade de Dorival Júnior na temporada.

O time chegou a ficar oito partidas sem vencer no Brasileirão, mas retomou o bom momento, especialmente depois de assegurar o título inédito da Copa do Brasil, há menos de um mês.

Depois da sequência negativa, o Tricolor venceu Coritiba e Corinthians e empatou com o Vasco, no último jogo antes da pausa para a Data Fifa deste mês de outubro.

Os sete pontos conquistados afastaram de vez o São Paulo da zona de rebaixamento. São oito de diferença para o Vasco, justamente o último rival pelo Brasileirão.

Essa tranquilidade permitiu ao São Paulo antecipar-se para a próxima temporada. Calleri, que seguiria jogando por mais algumas rodadas, passou por cirurgia no tornozelo direito e só retornará às atividades em 2024.

A reta final do Brasileirão, com essa vantagem, permitirá a Dorival Júnior fazer observações e testes, pensando no ano que vem. Essas questões podem se tornar ainda mais prioritárias, caso o time some três vitórias e ultrapasse a semana que pode registrar “férias antecipadas”.

São Paulo mira se aproximar do G-6
Apesar da tranquilidade na tabela e a possibilidade de promover testes na reta final do Brasileirão, o São Paulo busca crescer na tabela e se aproximar do G-6, grupo de classificados para a Libertadores via Série A.

O principal motivador neste sentido é financeiro, já que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) paga premiação maior a cada posição mais acima na classificação. Na projeção orçamentária do início da temporada, o São Paulo projetava ficar no mínimo em sexto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *