O São Paulo está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, a equipe comandada por Luis Zubeldía recebeu o Águia de Marabá, no Morumbi, pela volta da terceira fase da competição e confirmou seu favoritismo vencendo o rival paraense por 2 a 0, graças aos gols de Lucas Moura, de pênalti, e Erick. No jogo de ida, em Belém, o Tricolor já havia superado o Azulão por 3 a 1.

O Tricolor agora aguarda o sorteio da CBF para descobrir quem será seu adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil. Os jogos de ida desta fase deverão acontecer na semana do dia 31 de julho. Já as partidas de volta tendem a ser realizadas na semana do dia 7 de agosto.

O São Paulo volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, dia 29 de maio, contra o Talleres, às 21h30 (de Brasília), novamente no Morumbi, em duelo que definirá a liderança do Grupo B da Copa Libertadores.
Festival de chances desperdiçadas

A primeira boa oportunidade criada pelo São Paulo aconteceu aos 14 minutos, quando Galoppo acionou Moreira pela direita, e o lateral chegou cruzando na área, à meia altura, encontrando André Silva, que completou de primeira, mas mandou por cima do travessão.

Mais tarde foi a vez de Erick tocar para Moreira, que fez a ultrapassagem e cruzou no segundo pau, onde Patryck apareceu para finalizar de primeira, carimbando a trave.

No minuto seguinte, um verdadeiro milagre de Axel. Galoppo recebeu enfiada dentro da área e bateu firme, exigindo boa defesa do goleiro. No rebote, Erick tentou bater para o gol e André Silva apareceu no meio do caminho para completar, exigindo outra grande intervenção do rival. No rebote, o atacante são-paulino novamente concluiu a gol, desta vez de cabeça, mas o arqueiro estava com o reflexo em dia para evitar que a bola entrasse, esticando o braço, mesmo caído no chão.

André Silva ainda teve mais uma oportunidade de abrir o placar aos 31 minutos, quando ficou com a bola após bate-rebate na entrada da área e girou já batendo para o gol, tirando tinta da trave.

Lucas abre o placar

De tanto insistir, o São Paulo acabou sendo premiado com o gol já na reta final do primeiro tempo. Erick fez boa jogada individual e, no bate-rebate, foi derrubado por Júnior Dindê. O árbitro Macelo de Lima Henrique, bem colocado, não titubeou, marcando prontamente o pênalti. Lucas Moura foi para a cobrança e não desperdiçou, deslocando o goleiro para abrir o placar.

Erick amplia

Antes de as equipes irem para o vestiário ainda deu tempo de o São Paulo ampliar sua vantagem. Ferraresi fez o desarme no campo de ataque e seguiu em direção à área, recebendo de Erick pela direita e cruzando na cabeça do atacante, que completou para o fundo das redes, marcando o segundo gol do jogo.
São Paulo volta para o 2ºT com mesma “fome”

O São Paulo voltou a campo determinado a transformar a tranquila vitória em goleada. Aos seis minutos, a primeira boa chance. Luiz Gustavo ficou com a sobra após cobrança de escanteio e bateu de fora da área, obrigando Axel a fazer boa defesa. Na sequência, Rodrigo Nestor fez cruzamento rasteiro, o goleiro adversário interceptou e, no rebote, Galoppo completou por cima do travessão, perdendo uma grande oportunidade para fazer 3 a 0.

Mais tarde, aos nove miutos, Moreira tocou para Erick, que fez a ultrapassagem pela direita e cruzou na medida para André Silva se antecipar à marcação e cabecear rente ao travessão. Aparentemente, não era a noite do atacante tricolor.
Zubeldía mexe no time

Na metade do segundo tempo, Zubeldía decidiu promover algumas mudanças. Primeiro o treinador sacou André Silva, Lucas Moura e Rodrigo Nestor para a entrada de Juan, Luciano e Rodriguinho, respectivamente. Depois foi a vez de Ferreirinha e Alisson entrarem nas vagas de Erick e Galoppo.

Tricolor fica no “quase”

Na reta final da partida o São Paulo ainda teve outras duas grandes chances protagonizadas justamente por quem entrou no segundo tempo. Primeiro, Rodriguinho bateu com veneno para o gol, mas Axel fez a defesa. Mais tarde, Ferreirinha ficou cara a cara com o goleiro, que novamente fez grande intervenção. Por fim, Luciano arriscou de fora da área, mas também parou no arqueiro rival.

Ainda deu tempo de Juan ter um gol anulado, já nos acréscimos, por causa de um falta cometida por Patryck. Assim, coube ao São Paulo se conformar com a vitória por 2 a 0 que selou a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 ÁGUIA DE MARABÁ

Local: Morumbi, em São Paulo
Data: 23 de maio de 2024, quita-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Assistentes: Nailton de Sousa Oliveira (FIFA-CE) e Fernanda Kruger (FIFA-MT)
VAR: Paulo da Silva Coelho (RJ)
Público: 38.409 torcedores
Renda: R$ 1.221.893,00

Gols: Lucas, aos 36 do 1ºT, Erick, aos 44 do 1ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Wender (Águia de Marabá)

SÃO PAULO: Jandrei; Moreira, Diego Costa, Ferraresi e Patryck; Luiz Gustavo, Galoppo (Alisson) e Nestor (Rodriguinho); Erick (Ferreirinha), Lucas (Luciano) e André Silva (Juan).
Técnico: Luis Zubeldía.

ÁGUIA DE MARABÁ: Axel; Bruno Limão, David Cruz, Caíque Baiano e Wender; Júnior Dindê (Mariano), Alan Maia (Adelson), Braga, Hitalo (Pablo) e Patrick Maranhão (Kaique); João Guilherme (Soares).
Técnico: Glauber Ramos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!