A torcida do São Paulo conta as horas para o jogo de volta da final da Copa do Brasil contra o Flamengo, no domingo, no Morumbi, mas antes o time precisa encarar o Fortaleza, em casa, pelo Brasileiro. Muito perto de um título inédito para o clube, o técnico Dorival Júnior deve poupar titulares contra os cearenses.

É uma oportunidade para atletas reservas se credenciarem como opções para a decisão do próximo final de semana.

Contra o Flamengo, Dorival deve mudar pouco ou nada do time que venceu o jogo de ida, no último domingo, por 1 a 0, no Maracanã. Mas ele pode precisar de alternativas durante a partida.

O Brasileiro é um torneio em que o São Paulo praticamente não tem objetivos. É o 13º colocado, com 28 pontos, longe do G-6 (o Fluminense é o sexto, com 38 pontos), e da zona de rebaixamento (o Santos é o 17º, com 24 pontos).

Veja alguns jogadores que podem aproveitar o laboratório contra o Fortaleza em busca de espaço:

David
O atacante voltou recentemente de lesão e ficou no banco contra o Flamengo. Tende a ser a primeira opção caso Calleri tenha algum problema. Pode usar a partida contra o Fortaleza para recuperar ritmo. Ele tem 27 jogos no ano e cinco gols.

Diego Costa
Era cotado como o favorito a ficar com a vaga de Arboleda contra o Flamengo caso o equatoriano fosse vetado pelo departamento médico. Continua na mesma condição e pode ser o substituto também de Beraldo, se necessário.

Pato
Querido pela torcida, Alexandre Pato ainda não convenceu Dorival Júnior de que pode jogar mais tempo. Contra o Flamengo, viajou ao Rio, mas foi cortado do banco de reservas. Nos jogos mais importantes recentemente, como nos mata-matas contra San Lorenzo, LDU e Corinthians, só entrou em campo contra os argentinos, na ida.

Méndez
Há dúvidas se Méndez pode ser utilizado até mesmo em jogos como o desta quarta, contra o Fortaleza, em que reservas devem predominar. Se tiver chance, é melhor mostrar serviço: o volante equatoriano não entra em campo desde a partida de ida das semifinais da Copa do Brasil, contra o Corinthians. De lá para cá, em 12 partidas, não foi nem relacionado em sete delas.

James Rodríguez
Uma das maiores contratações do São Paulo em anos, o colombiano tem sido utilizado com cautela por Dorival, principalmente em duelos decisivos. Ele só foi titular em duas partidas, por enquanto, contra Botafogo e América-MG – em ambas, o técnico poupou titulares. Em mata-mata, ficou no banco contra Corinthians, Flamengo e LDU, e entrou apenas contra os equatorianos – na volta, perdeu o pênalti que eliminou o São Paulo da Sul-Americana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *