Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o ano definitivamente acabou para o São Paulo. Com a vitória sobre o Bahia, com gol aos 50 minutos do segundo tempo, a primeira fora de casa, podemos descansar de vez e, efetivamente, usarmos os dois últimos jogos para testar jogadores que não vem atuando.

Cito aqui, por exemplo, Mendez, Luan, Talles Wander, William Gomes (promessas de Cotia), Walce, Patryck, enfim, jogadores que precisam mostrar se tem qualidade para ficar ou se devem ser negociados (os dois primeiros).

Por mais que eu entenda que o time “relaxou” após o título da Copa do Brasil e a posterior vitória sobre o Corinthians, não posso admitir tanta ruindade em alguns atletas. Wellington, nesta quarta-feira, foi deprimente. Ele deu um passe de dois metros no pé do adversário que estava entre ele e Michel Araújo; Nathan entrou de atacante e foi uma água só. Se nem lateral ele consegue ser, imagine lá na frente: Juan até fez uma boa partida, mas foi a exceção, porque a regra é ele ir mal; David entrou e mais uma vez ficou na promessa, enquanto Luciano, ao que parece, desencanou do time e está de malas prontas para a Arábia Saudita.

Resta para nós, para o próximo ano, a certeza de que a defesa está bem montada, com Rafael, Rafinha, Arboleda, Beraldo e Caio; que o meio de campo, ao menos a dupla de volantes, também está muito bem (Pablo Maia e Alisson), que Lucas, se ficar, fundamental e que teremos Calleri. Então são nove jogadores titulares, com poucos reservas à altura. Posso nomear aqui Igor Vinicius (se voltar a jogar), Wellington Rato e Luciano (se ficar). Como eu disse: reservas.

E James Rodrigues? Bem, se ele se dispuser a jogar fora do Morumbi pode ser que se encaixe no time e precisemos pensar em um jogador para completar o time titular. Mas teremos que correr atrás de oito reservas para ter um elenco digno para disputar os campeonatos que teremos em 2024.

E, principalmente: não tentem contratar David e Erison. Usem os R$ 21 milhões que o Inter pede pelo David e mais R$ 10 milhões (ao que parece) por 50% do Erison para comprar um centroavante que consiga substituir Calleri. Ou a montagem do elenco já estará errada, mesmo antes de começar, e nós não nutriremos esperanças para o próximo ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *