Muito do poder ofensivo do Flamengo passa pelo talento e a velocidade de Bruno Henrique. Por isso, havia uma certa desconfiança de como o lateral direito Rafinha poderia dar conta da marcação do antigo companheiro de Rubro-Negro. Mas o veterano, de 38 anos, fez seu trabalho com propriedade na vitória do São Paulo no Maracanã, no jogo de ida da final da Copa do Brasil.

Rafinha apostou na simplicidade. Segundo números da SofaScore, o lateral somou 3 desarmes, 3 cortes e 2 interceptações. Além disso, também contribuiu na parte defensiva ao vencer 7 dos 12 duelos contra adversários em campo – aproveitamento de 58%.

Para completar, Rafinha não precisou apelar para a violência contra os flamenguistas. O jogador sofreu mais faltas (duas) do que cometeu (apenas uma) no duelo na capital carioca.

Por fim, Rafinha ainda acertou 77%¨dos passes (41 de 53). A análise da Sofascore colocou o são-paulino com a segunda melhor nota da partida: 7,2.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *