Embora o empate por 0 a 0 com o líder Botafogo tenha sido considerado bom por o São Paulo ter ido a campo com um time misto, o retrospecto recente do Tricolor no Brasileirão acende o sinal de alerta. São cinco jogos sem vencer, com três empates e duas derrotas.

A última vitória na competição foi a goleada por 4 a 1 sobre o Santos, no dia 16 de julho. De lá para cá, o time do Morumbi empatou com Botafogo, Flamengo e Bahia e perdeu de Atlético-MG e Cuiabá.

Esses resultados afastaram o São Paulo, 10º colocado com 28 pontos, da briga por um lugar na zona de classificação para a próxima Conmebol Libertadores.

– O Brasileiro é um campeonato muito difícil. A partir do momento que você não consegue vencer, obviamente isso acaba incomodando. Mas não vencer tendo desempenho é completamente diferente. Tendo o desempenho, você sabe exatamente quais pontos precisa atacar para voltar a ter resultados.

– Nosso desempenho nos dá consciência que precisamos de alguns ajustes, mas estamos muito perto, e os últimos jogos têm demonstrado isso. Contra Corinthians e San Lorenzo, a intensidade que tivemos, a quantidade de chances que criamos, são poucos os ajustes que precisamos – analisou Lucas Silvestre, auxiliar de Dorival Júnior.

A prioridade do Tricolor são as Copas do Brasil, da qual é finalista, e Sul-Americana, na qual está nas quartas de final. Os campeões das duas competições têm vaga direta na fase de grupos de 2024. Mas caso o São Paulo se dê mal nesses torneios, o caminho pelo Brasileirão pode ficar complicado.

Por enquanto, via Brasileirão, os seis primeiros colocados vão à Conmebol Libertadores. Os quatro primeiros direto para a fase de grupos, e os outros dois para as fases prévias.

O São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira, contra a LDU, no Equador, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. Pelo Brasileirão, o próximo duelo é contra o América-MG, no domingo, em Belo Horizonte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *