O São Paulo estreia na Conmebol Libertadores na próxima quinta, contra o Talleres, na Argentina, e para o meia-atacante Lucas o time precisa apostar em sua tradição na competição que já venceu três vezes, mas que não disputa desde 2021.

O Tricolor está no Grupo B do torneio e, além dos argentinos, tem como rivais o Cobresal, do Chile, e o Barcelona, do Equador.

– O São Paulo tem uma tradição linda na Libertadores, e eles veem isso. O Brasil tem dominado nos últimos anos. Temos que fazer nosso papel, saber da nossa força, jogar e conseguir a classificação – afirmou o camisa 7 no podcast Santo Papo, produzido pelo clube.

No programa, Lucas admitiu ter pouca informação de cada adversário, mas previu duelos fisicamente duros.

– É difícil acompanhar cada campeonato. Mas são rivais que vão brigar bastante na parte física. O Talleres vai ser difícil na Argentina. Mas independentemente do adversário, a gente que tem que se preparar da melhor maneira para se classificar – disse.

Lucas também comentou sobre o clima do torneio, comparando-o às competições continentais que disputou enquanto atuou na Europa, pelo PSG e pelo Tottenham.

– A torcida, a atmosfera, é diferente. Não se compara ao Brasil. Eu já sabia que era assim. O que a torcida do São Paulo fez no jogo contra o Corinthians e contra o Flamengo (na Copa do Brasil), isso não se encontra na Europa.

Será a primeira vez que Lucas jogará a Libertadores. Ele foi campeão da Sul-Americana em 2012, e voltou ao torneio no ano passado, quando o São Paulo foi eliminado nas quartas de final.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!