Lucas fez questão de demonstrar seu apoio ao técnico Thiago Carpini após a eliminação precoce do São Paulo nas quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Novorizontino, em pleno Morumbis lotado, neste domingo.

Passada a partida, parte da torcida que compareceu ao estádio chamou Thiago Carpini de burro. A pressão já era grande pelo fato de o time não estar jogando um futebol vistoso, mas, com a eliminação, cresceu consideravelmente. Lucas, entretanto, defendeu o comandante tricolor.

“A cobrança sempre vai existir quando você joga no São Paulo ou é treinador do São Paulo. Qualquer competição que o São Paulo entrar, vai entrar pensando em vencer. Então essa cobrança sempre vai existir. Para mim é até um pouco inusitado falar em troca de treinador com 14 jogos. Coisas do futebol brasileiro que sou totalmente contra. Treinador tem nosso apoio, grupo está comprometido, se dedica muito. O ambiente é maravilhoso e vamos apoiar o treinador, confiamos muito no trabalho dele”, disse Lucas.

Desde que chegou ao São Paulo, há pouco mais de dois meses, Thiago Carpini conseguiu quebrar o longo tabu na Neo Química Arena, vencendo o Corinthians por 2 a 1, e se sagrou campeão da Supercopa Rei contra outro rival, o Palmeiras, vencendo nos pênaltis após empate sem gols no tempo regulamentar. Agora, veio o primeiro dissabor à frente do Tricolor.

“Torcedor tem todo o direito de cobrar, ele paga o ingresso, vem ao Morumbis, tem todo o direito de protestar, cobrar. Acho um pouco injusta essa cobrança ao treinador, trabalho está sendo muito bem feito. A gente que está no dia a dia vê o quanto ele se entrega, o quanto ele quer fazer dar certo. Não conseguimos botar em campo o que fazemos nos treinamentos e transformar em vitória. Confiamos muito no trabalho dele [Carpini], que está só começando. Trabalho novo, jogadores novos, então está só começando. A temporada é muito longa. Vamos juntar os cacos para a próxima competição”, prosseguiu.

“É um baque muito grande. Banho de água fria, na verdade. Mas, sabendo também que enfrentamos o duelo mais complicado. Novorizontino se classificou com a mesma pontuação que a gente, trabalho muito bem feito, time muito bem entrosado, mas com certeza é um baque muito grande. A gente sabe da qualidade do nosso elenco, principalmente dentro de casa, com o torcedor fazendo uma festa maravilhosa. Mas, já foi. Temos que nos levantar, juntar os cacos, nos preparar nos próximos dias para chegarmos fortes na próxima competição”, concluiu Lucas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *