Julio Casares foi reeleito nesta sexta-feira e será o presidente do São Paulo por mais um mandato de três anos, até o final de 2026. Harry Massis Junior será o seu vice.

O atual presidente tricolor não teve oposição no pleito em que foi candidato único. Ele recebeu 194 votos (além de 30 votos em branco e 10 nulos) e comemorou o resultado:

– O processo democrático ofereceu participação da oposição. Mas temos de olhar por outro ângulo. Para minha felicidade, a gestão teve uma aprovação tão grande, de 88%, que por decisão autônoma da oposição, não lançaram candidato – declarou.

No São Paulo, a eleição para presidente é realizada apenas entre os membros do Conselho Deliberativo do clube, hoje com 255 conselheiros. O pleito teve 92% de participação dos aptos a votar.

Além de Casares, também foi reeleito o presidente do Conselho, Olten Ayres – outro candidato único –, que cumprirá mandato igual, de três anos. Ele recebeu 191 votos, além de 29 votos em branco e 14 nulos.

Casares assumiu a presidência do São Paulo em janeiro de 2021 para suceder a Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Logo nos primeiros meses, o time venceu o Paulista e encerrou um jejum de títulos que já passava de oito anos. No mesmo ano, a equipe lutou contra o rebaixamento no Brasileiro. Neste ano, o São Paulo venceu a Copa do Brasil, torneio até então inédito para o clube.

O dirigente fez um balanço do que realizou no primeiro governo e deseja manter pelos próximos três anos um time competitivo, com avanços na organização do São Paulo.

– Vamos continuar uma caminhada de reconstrução que leva tempo. Três anos é pouco, subimos degraus, em âmbito esportivo chegamos em quatro finais e ganhamos duas. O legado financeiro houve um equilíbrio, o estancamento da sangria – analisou.

– Em governança, prometemos tudo que queríamos executar e conseguimos, como em normas de compliance, a inclusão de torcedor, batemos o recorde de 1,5 milhão de pessoas na história do São Paulo em um ano no Morumbi. Vamos focar na continuidade da competitividade esportiva, equilíbrio e continuidade da situação financeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *