Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo goleou a Inter de Limeira, em Brasília, num resultado (3 a 0) nada surpreendente. Não me deixo levar por comentários de que o Inter é melhor do que o Guarani, que estava na Zona de Rebaixamento enquanto o time de Limeira está brigando por classificação. O que vale para mim é que nenhum dos dois está na série A do Brasileiro. Portanto, ambos não podem endurecer o jogo para o São Paulo.

Dito isso, o time jogou mal, mais uma vez, no primeiro tempo. Aliás, foi modorrento, porque a Inter também não queria jogar. Então ficava o São Paulo de um lado, sem criar nada, sem concluir a gol e a Inter só se defendendo e tentando alguns contra-ataques.

A defesa do São Paulo bem que tentou dar chances ao Guarani, com uma incontável saida de bola errada de Ferraresi, mas o time do interior é ruim demais e não aproveitou.

A defesa da Inter também tentou nos dar chances. Na principal, Wellington Rato recebe de presente do zagueiro dentro da área, de frente para o gol, mas consegue o mais difícil que é chutar para fora. Deveria, como disse meu amigo Waldir Albieri, ser multado pelo gol perdido.

Mas aí aparece a genialidade de quem é acima da média. Numa jogada, convenhamos, muito bem trabalhada, que passou por quase todos os jogadores, Ferreira faz o um dois com Lucas, que toca de primeira para Ferreira, o deixando de frente para o gol. Ferreira ainda dribla o goleiro e o zagueiro marcando um golaço. Isso aos 48 minutos do primeiro tempo.

No segundo tempo, nada mudou. O São Paulo tocando a bola de forma sonolenta e a Inter aceitando passivamente o resultado. Aí entraram Luciano, Michel Araújo e James Rodrigues. E tudo mudou. James entrou com vontade, como deve ser um jogador, criou lances, perdeu um gol depois e ótima tabela com Michel Araújo, arrumou a bola para Luciano marcar um belo gol e depois, quando Luciano ia marcar um golaço, mas contou com a defesa do goleiro da Inter, quase se atirou no chão para alcançar de cabeça e marcar o terceiro gol.

Por isso ouso dizer que se James Rodrigues se conscientizar que tem que jogar bola para conseguir uma transferência interessante no meio do ano, vai ser um diferencial que pode desequilibrar qualquer jogo a favor do São Paulo.

Se eu acredito que ele possa ter essa consciência? Não. Mas torcer não custa nada.

Nossa preocupação maior, no entanto, fica por conta da defesa. Arboleda fez uma péssima partida; Ferraresi, como disse meu amigo Dario Campos, nos faz sentir saudade do Diego Costa. Mas quando Diego entra, sentimos saudade do Ferraresi. Para piorar, continuamos sem um lateral esquerdo titular, porque Wellington é, no máximo, um bom reserva. E até esse momento, sem centroavante reserva para o Calleri. Quem jogará contra o Palmeiras domingo? Luciano? Juan? Galoppo?

O Brasileiro e a Libertadores se aproximam. Mais do que isso, o dia 7 de março está aí, quando fecha o mercado europeu. Minha preocupação aumenta na mesma proporção. Comemoro a vitória, mas não permito que ela influencie meu pensamento a ponto de achar que tudo está muito bom.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *