Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, é inadmíssivel acontecer o que ocorreu nesta quinta-feira, em Buenos Aires: o São Paulo, completo, perdeu para um arremedo de time que é o San Lorenzo. Por mais que digam que foi na Argentina, que time argentino é sempre difícil de ser batido, coisa e tal, não dá para aceitar isso.

Penso aqui, e falei na transmissão, fosse o Palmeiras teria passado um trator para cima deste San Lorenzo. Mas aí lembrei que este é o motivo de estarmos na Sul-Americana e o Palmeiras na Libertadores; de que nosso nível é igual ao do San Lorenzo, que também está abaixo do River Plate, mas que por isso está na Sul-Americana, enquanto o River está na Libertadores. Série B, portanto.

Qual a desculpa a ser dada para essa derrota? Talvez porque tenhamos jogado desfalcados de Lucas Moura e James Rodrigues. Afinal, na coletiva de Dorival Jr, só se falou disso. Quando Lucas vai estrear, quando James estará pronto. Parece que vamos apagar todo o passado e jogar tudo daqui para a frente.

O primeiro tempo foi sofrível. O San Lorenzo montou um ferrolho e o São Paulo passou 45 minutos sem dar um chute a gol. Também com Alisso e Rodrigo Nestor como “pseudos” meias, fica difícil.

Rodrigo Nestor vinha mal no jogo. Isso não é novidade alguma. Aí entrou Michel Araújo e foi pior ainda.

La na frente, finalmente uma oportunidade. Já com 12 minutos do segundo tempo. Cruzamento de Rato para cabeçada certeira de Calleri e grande defesa do goleiro argentino. E foi só. Um chute de Pablo Maia para fora e ensaios em concretização.

Nem as entradas de David e Pato mudaram alguma coisa.

Quando digo que o time não é confiável, sou criticado por muitos que me taxam de negativista. Não sou. Apenas a realidade de mostra.

E dói ainda mais quando a diretoria pega uma semana positiva no futebol, com as contratações de James Rodriguez e Lucas Moura, e promove mais uma tentativa de golpe no estatuto. Agora contra os sócios.

Pobre São Paulo, realmente está indo para o mais fundo dos poços que conhecemos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *