Uma das perguntas mais frequentes entre torcedores do São Paulo nos últimos meses é: “E o Igor Vinicius?”. O lateral-direito não atua desde o dia 19 de janeiro devido a um grave problema no púbis e tem causado dúvidas sobre a sua recuperação.

Um dos jogadores mais regulares de 2022, Igor Vinicius sentiu dores no local após um jogo contra a Ferroviária, pelo Campeonato Paulista. O Tricolor, então, tentou primeiramente realizar um procedimento convencional.

Em março, ele voltou aos treinos no gramado, mas sentiu novas dores. O clube, então, se viu obrigado a submeter o atleta a uma cirurgia no púbis. No dia 15 de março, o Tricolor comunicou em suas redes sociais o sucesso do procedimento.

Desde então, há uma grande expectativa pelo retorno de Igor Vinicius aos gramados. Sem ele, o São Paulo teve que fazer várias movimentações para estancar o problema na lateral direita. Raí Ramos foi contratado e Nathan foi devolvido pelo Coritiba do empréstimo em troca de Liziero.

Nenhum dos dois, porém, conseguiram se firmar na posição, e o veterano Rafinha é quem tem mais atuado sob o comando do técnico Dorival Júnior.

No dia 28 de abril, um fio de esperança animou o torcedor são-paulino. Igor Vinicius havia iniciado a transição física no gramado do CT da Barra Funda. Os casos de transição geralmente levam menos de 20 dias até que o jogador esteja apto a voltar a atuar.

Mas a espera tem sido muito maior. Quase dois meses se passaram desde o início da transição e não há qualquer expectativa que o jogador volte aos gramados para uma partida oficial.

Igor Vinicius segue na transição e realiza trabalhos no gramado, ainda sem participar de treinos com o grupo. Por conta disso, a possibilidade de um retorno neste mês é muito difícil.

Depois dessa etapa, o jogador ainda precisará readquirir a forma física e trabalhar com os demais companheiros em atividades de contato antes de ser liberado para os jogos.

A reportagem do ge procurou respostas para a demora na recuperação, e uma das justificativas é que o púbis é uma região muito delicada e de difícil diagnóstico. Isso porque cada organismo pode responder de uma forma.

A volta de Igor Vinicius, por exemplo, dependerá muito do dia a dia de exercícios. Não há como prever com exatidão sua plena recuperação. Ele tem apenas dois jogos disputados em 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *