Livre após deixar o Orlando City, o atacante Alexandre Pato foi apresentado como reforço do São Paulo no dia 30 de maio. A contratação do atacante criou expectativa entre torcedores, especialmente pelas lembranças da primeira passagem do atleta pelo Morumbi, em 2014.

Desde então, quase três meses se passaram, e Pato ainda busca mais espaço no time de Dorival Júnior, que disputa três competições simultâneas.

Foram cerca de 40 dias entre a apresentação e a estreia, contra o Red Bull Bragantino, no Brasileiro – período em que Pato ainda se fortalecia após longo período afastado dos gramados por causa de uma lesão no joelho sofrida no meio do ano passado quando defendia o Orlando, nos EUA.

São sete jogos pelo São Paulo na atual passagem, mas muito pouco tempo em campo. O atacante soma 164 minutos, menos do que duas partidas completas – os dados são do Espião Estatístico e consideram os acréscimos.

Desses jogos, foi titular só uma vez, contra o Flamengo, quando o treinador escalou uma equipe quase toda de reservas. Saiu de campo aos 20 do segundo tempo, sem destaque, para dar lugar a James Rodríguez, que estreava – Pato esteve em campo por 69 minutos.

Nas outras partidas, em que entrou no segundo tempo, atuou por, no máximo, 29 minutos, contra o Bahia.

Teve seu melhor momento no clássico contra o Santos, quando marcou seu único gol até agora, e comemorou vestindo a cabeça da mascote que anima a torcida do São Paulo no Morumbi.

Dorival tem freado expectativas com relação a Pato, principalmente pelas dificuldades físicas do atleta e o tempo de recuperação depois da lesão no joelho.

– Temos que ter essa tranquilidade em relação ao Alexandre. É um jogador que está voltando e vocês conhecem muito bem e sabem o potencial que tem – disse o treinador após a vitória sobre o Santos, quando Pato fez um dos gols.

– Espero que ele não pare por isso, quero muito mais dele porque ele pode nos dar muito mais. Confio que ele vai entender e continuar trabalhando como tem trabalhado.

O treinador tem tido cuidado semelhante com James Rodríguez, que ficou sem jogar entre abril e o jogo contra o Flamengo e tem histórico de lesões. Até agora, o colombiano foi a campo duas vezes – a outra, no fim de semana, contra o Botafogo – e soma 85 minutos.

É possível que Pato e James estejam no banco no jogo de quinta-feira, contra a LDU, às 19h (de Brasília), em Quito, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *