Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, vou parecer meio antagônico, incoerente no meu comentário, mas, acredito, vocês vão entender. O empate neste sábado, em São Januário, pode ser considerado um bom resultado. Porém, esse empate me soa como uma derrota. Estou louco? Não. vou explicar.

A semana toda venho falando que tinha convicção numa derrota do São Paulo, afinal, nas últimas rodadas venho observando uma “Operação Salva Vasco”. Em São Januário, um verdadeiro caldeirão dos infernos, o São Paulo, sem qualquer força nos bastidores, seria presa fácil. Portanto, nesse caso, jogando sem Calleri, Beraldo e Rafinha, considero que o empate foi um bom resultado.

Por outro lado, e aqui entra a sensação de derrota, nada do que eu imaginava aconteceu. Ao contrário, Bráulio da Silva Machado teve uma boa arbitragem. Marcou um pênalti, para mim claro, porém dentro de São Januário, aos 45 minutos do primeiro tempo. E aí se sucedem a sensação de derrota.

Wellington Rato pega a bola, autorizado por Lucas, capitão do time, e vai rebolando para a bola, dando pulinhos. Aí bate fraco no meio do gol, quase como um recuo para o goleiro do Vasco.

Daí para a frente gol perdido pelo Lucas, pelo Luciano (já no segundo tempo), outras jogadas inacabadas. O São Paulo, mesmo não querendo, jogou melhor que o Vasco. Só que chegou um momento, como não fazíamos nada, o Vasco foi para frente e transformou Rafael no nome do jogo.

Não foi só o pênalti que Wellington Rato perdeu. Ele fez uma das piores partidas de sua vida; Pablo Maia cansou de dar contra-ataque para o Vasco; Alan Franco também exagerou no direito de errar.

Salvaram-se Lucas – sempre ele -, Nathan, que fez boa partida; Caio e Rodrigo Nestor, além de Alisson, que foi razoável. Ou seja: conseguimos não ganhar, em condições normais, de um time muito ruim.

Isso me dá a clara impressão de que os jogadores, tidos como titulares, entraram em férias depois da conquista da Copa do Brasil e da vitória sobre o Corinthians. Portanto, resta a Dorival utilizar o que falta no campeonato para testar jogadores do elenco.

Ah!, Dorival, por favor: separe os cobradores de pênalti (Calleri, Luciano, James, Rato) e coloque para cobrar 200 pênaltis por dia no CT, com Rafael no gol. Assim você consegue fazer um baita treinamento para cobradores e goleiros. Porque eu estou de saco cheio de perder pontos ou ser eliminado porpênaltis mal cobrasos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *