O volante Luiz Gustavo continua nos planos da diretoria do São Paulo para 2024, ainda que o acordo, que parecia iminente, não tenha sido fechado. As eleições no clube, que ocupam parte do calendário recente no Morumbi, atrasaram o acordo.

Com o time totalmente livre do risco de queda no Brasileirão, a política se tornou protagonista no São Paulo, com a eleição para conselheiros, no dia 25, e o pleito para presidente, marcado para a sexta-feira, dia 8 de dezembro.

Julio Casares, atual presidente , será único candidato para novo mandato de três anos.

O mais provável é que Luiz Gustavo, de 36 anos, seja anunciado logo após esse período, já com o Brasileirão encerrado. Os detalhes do acordo estão praticamente prontos, com vínculo até o fim de 2024.

O volante, com passagem pela Seleção, está sem clube desde que deixou o Al-Nassr, da Arábia Saudita, recentemente. Rafinha, que foi seu companheiro no Bayer de Munique, ajudou a convencê-lo a voltar a Brasil.

Além de Luiz Gustavo, prestes a ser anunciado, o São Paulo tem acerto com o atacante Erick, que defendeu o Ceará na Série B. Ele tem um pré-contrato assinado e se apresenta em janeiro.

Há interesse também no meio-campista Emmanuel Martínez, do América-MG. O clube, porém, prioriza a contratação de um centroavante para a reserva de Calleri.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *