Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, a instabilidade do time é algo que impressiona muito. Grande times nesse Brasileiro, como Palmeiras e Flamengo, tiveram fases ruins, com muitas derrotas, mas se superaram. O São Paulo entrou nessa fase ruim, conseguiu dois brilhantes resultados que culminaram com as classificações na Sul-Americana e na Copa do Brasil, mas continua naufragando no Campeonato Brasileiro. Já são cinco jogos sem vitórias nessa competição.

Não aceito a explicação de que o Dorival entrou com a escalação reserva e que do outro lado era o líder. Não foi time reserva não. Ou teremos que considerar Arboleda, Wellington, Pablo Maia, Gabriel e Luciano e James Rodriguez reservas. Além deles, Diego Costa não pode ser considerado um reserva. Então, de suplentes mesmo, tinha em campo Nathan, (horrível), Juan (muito horrível) e Michel Araújo (muito abaixo da média), além de Jandrei, que sequer apareceu no jogo.

Além do mais, no segundo tempo, entraram Lucas e Calleri, entro outros. Ou seja: time titular. Mas a pasmaceira continuou e, por mais que Jandrei não tivesse trabalho, o Botafogo só não goleou o São Paulo pela extrema ruindade de seus atacantes, que receberam vários “presentes” da defesa do São Paulo, principalmente Diego Costa, e não souberam aproveitar. Ouso dizer que estivesse em campo Tiquinho Soares, a história poderia ser bem diferente.

O que me preocupa não é essa inconsistência do time por conta dos jogos da Sul-Americana (não estou nem aí para eles) ou mesmo da decisão da Copa do Brasil, até porque decisão mexe com todos e ninguém consegue entrar em campo com sangue de barata. Me preocupa, mesmo, a sequência do Brasileiro.

Que não temos a menor chance de brigar pelo título, isso não é novidade. Mas ao menos brigar pelo G6, porque não podemos repetir o erro do ano passado, quando abrimos mão de tudo para “ganhar a Sul-Americana”. E deu no que deu.

Além do mais, o Flamengo também está na final da Copa do Brasil e lá na frente no Brasileiro. Só caiu fora da Libertadores, por absoluta crise dentro do elenco e com o técnico. Então, mesmo ainda na Libertadores, em nenhum momento abriu mão do Brasileiro. Maldita mania desta diretoria nociva ao clube.

Sobre o time, parece que Nathan e Juan não vão virar nunca. É perda de tempo. Se entram porque a diretoria quer vendê-los, pode esquecer.

E volto a me preocupar com o Brasileiro. Não quero passar a fazer contas, de novo, para os 46 pontos. Mas…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!