O técnico do São Paulo, Dorival Júnior, detalhou o trabalho realizado por toda a comissão técnica e jogadores para preparar a equipe para as fases decisivas da Copa do Brasil, conquistada pelo Tricolor.

O comandante do São Paulo destacou que além dos treinos convencionais, trabalhos atrelados foram importantes para as decisões. A declaração foi dada em entrevista ao Bola da Vez, da ESPN.

Dorival disse que teve um enorme trabalho para preparar a equipe para enfrentar o Corinthians, na semifinal, e o Flamengo, na final da competição nacional.

O técnico explicou como uniu todo o departamento de futebol para ter o máximo de detalhes das duas equipes. O objetivo era minar qualquer possibilidade de surpresas dos adversários.

Eu pedi que nós levantássemos três possibilidades de tudo o que o Flamengo, Corinthians poderiam nos criar como problemas. Três possibilidades que nós poderíamos aproveitá-las. Os preparadores de goleiros se preocuparam com pênaltis, com cabeceadores, com jogadas ensaiadas. E foi feito um levantamento, só para vocês terem uma ideia, foram vistos mais de 150 pênaltis de cada equipe

Para passar pelas equipes, era impossível prever uma jogada individual, mas qualquer alternativa tática de Corinthians e Flamengo estava coberta pela comissão do São Paulo e por seus atletas.

Nós não tínhamos desconhecimento de nada que pudesse acontecer. Tanto contra o Corinthians quanto contra o Flamengo. Poderíamos ser surpreendidos. Poderíamos, pelos lances habituais da equipe, das equipes adversárias, por uma jogada individual, por um lance que de repente existisse um atacante vencendo um zagueiro. Mas nós não seríamos surpreendidos por jogadas que provavelmente estariam sendo trabalhadas para determinadas partidas

O São Paulo foi foi superior nas partidas contra os adversários e se consagrou campeão da Copa do Brasil deste ano, sem precisar ir para os pênaltis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *