O técnico Dorival Júnior disse que não irá antecipar as férias do elenco do São Paulo, que não tem grandes objetivos no Brasileiro. Neste domingo, na 34ª rodada, o time empatou sem gols com o Santos e chegou aos 46 pontos, já sem riscos de rebaixamento.

O São Paulo ainda faz cinco jogos no Brasileiro, dois deles contra times que disputam o título (Flamengo) ou contra o rebaixamento (Bahia). Ainda encara Fluminense, Cuiabá e Atlético-MG.

– Não pretendo antecipar de maneira nenhuma. Temos um cronograma que já foi para a diretoria. Quem manda em férias é a diretoria, não tem o envolvimento da comissão técnica. Tudo que for determinado vamos cumprir – afirmou Dorival.

O São Paulo joga a última rodada no dia 6 de dezembro. Os atletas devem voltar aos trabalhos no dia 6 ou 7 de janeiro, em preparação para o Paulista.

O treinador, que nesta temporada venceu a Copa do Brasil com o São Paulo, prevê uma cobrança maior na próxima temporada, quando disputará também a Conmebol Libertadores.

Ele admitiu a possibilidade de perder jogadores importantes, como Beraldo, na janela de transferência, mas deixou recado de que espera ter a equipe reforçada.

– A possibilidade de saídas existe, por merecimento, por tudo que os meninos têm feito. Temos que estar preparados para isso. Se quisermos lutar por finais e semifinais, temos que ter um time forte como o São Paulo sempre teve. O próximo passo talvez seja mais importante do que o inicial, o da montagem do grupo. A partir de agora a cobrança será maior.

Dorival mais uma vez elogiou o grupo de jogadores pela evolução que percebeu durante o ano:

– Eu tive muito contente de ver o crescimento da equipe. Alguns jogadores em especial, que quando cheguei aqui eram questionados. Esses meninos dão resposta muito boa, têm coragem para jogar – afirmou.

O São Paulo terá 10 dias sem jogos agora, com a data Fifa. A equipe volta a campo no dia 22, contra o Fluminense, no Maracanã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *