Mesmo em situação confortável para ser primeiro do Grupo D da Sul-Americana, o São Paulo entrou em campo nesta terça-feira para encarar o Tigre com titulares importantes e viu Pablo Maia ser encaminhado ao hospital depois de sofrer uma dura entrada no tornozelo. A estratégia foi defendida pelo técnico Dorival Júnior.

Em entrevista concedida depois da vitória por 2 a 0 sobre os argentinos, que assegurou a vaga direta para as oitavas de final, o técnico assegurou que optou por alguns nomes importantes diante da possibilidade de terminar com a melhor campanha da etapa de grupos.

– Não estamos priorizando campeonato nenhum. É uma falsa impressão, queremos estar vivos em todas as competições. Nós temos feito jogos muito interessantes e infelizmente a última partida contra o Cruzeiro, em um jogo muito bom, fomos derrotados – afirmou Dorival Júnior.

– Em momento nenhum abrimos mão de competição. Brasileiro está só no início, ainda tem muita coisa para acontecer. Nas Copas estamos indo bem, vai ter um jogo muito difícil contra o Palmeiras. Antes tem o Fluminense e temos que ter a melhor formação nesses dois jogos – acrescentou.

Sobre a possível lesão de Pablo Maia, Dorival se mostrou crente de que tudo se tratou de apenas um susto.

– Acredito que não tinha sido nada com o Pablo. Foi uma jogada violenta, mas que graças a Deus não nos trouxe maiores prejuízos. Uma partida disputada como foi. Em relação ao Calleri não tenho informações. O que temos feito desde que chegamos é que estamos mesclando, buscando os jogadores em melhores colocações – disse.

– Era um jogo importante, a gente briga pela classificação geral. A gente respeita todas as competições e para o momento achei ideal. Seria um jogo pesado, difícil, eles tinham a expectativa de poder passar em primeiro e a gente não podia perder essa chance – acrescentou.

Os argentinos precisam empatar com o Audax Italiano em casa, na quinta-feira, às 19h (de Brasília), para o Tricolor superá-los no saldo. Uma vitória assegura campanha de 100% de aproveitamento para o time de Rosário.

– Não daria para poupar porque o jogo era de risco, ainda queremos a primeira posição na classificação geral. O Newell’s ainda joga, e o resultado era muito importante. Não abro mão em competição nenhuma. Vai ter mescla porque confio nos jogadores – assegurou.

– Sempre que possível seguro um ou outro jogador. Fico feliz porque tudo o que treinamos está sendo feito, como inversão, jogadas passando de pé em pé, outras saindo do goleiro – analisou.

O São Paulo terá mais dois compromissos dentro de casa nos próximos dias. Sábado, a partir das 16h (de Brasília), o time recebe o Fluminense, pelo Brasileirão.

Na próxima quarta-feira, a partir das 19h30, o Tricolor encara o Palmeiras, dentro de casa, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *