O técnico Dorival Júnior gostou do que viu dos reservas do São Paulo no empate em 1 a 1 com o Flamengo, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador optou por poupar os principais jogadores visando o duelo contra o Corinthians, na próxima quarta, às 19h30, pela semifinal da Copa do Brasil.

– Uma partida bem jogada, um primeiro tempo que tivemos um pouco mais de posse, mais equilibrado. No segundo o Flamengo adiantou a marcação, pressionaram mais a saída de bola. A gente tinha uma situação preparada, tivemos três oportunidades para definir o jogo – afirmou Dorival.

– Mas foi um jogo muito disputado, com uma equipe que não vinha atuando. Fico muito feliz, porque mesmo assim a gente teve uma organização muito boa nos 90 minutos. Mesmo atuando contra uma das melhores equipes do país, jogando com personalidade, buscando o resultado, querendo a todo momento, acho que foi um jogo bem interessante da nossa parte – acrescentou.

O técnico, porém, ficou na bronca com a arbitragem do jogo. Aos 47 minutos, o Flamengo teve um pênalti a seu favor após Michel Araújo tocar a perna de Luiz Araújo. Dorival evitou falar do lance em si, mas criticou os recorrentes erros, segundo ele, contra o São Paulo.

– O pênalti não vou falar, porque infelizmente temos deixado muitos pontos ao longo da competição, e talvez nem seja o pênalti o fator principal, mas a condução, que para mim é o que vem acontecendo e prejudicando o que a equipe vem produzindo. Se não fosse assim, talvez nós poderíamos ter tido uns oito ou nove pontos a mais do que temos nesse momento – comentou.

Dorival Júnior explicou a decisão em poupar a maioria de seus titulares. O jogo diante do Corinthians é tratado como um dos mais importante dos últimos anos do São Paulo.

– Teremos um compromisso dificílimo contra o Corinthians, eu não tinha como fazer diferente. São Paulo e Corinthians são as únicas equipes que estão em três competições, assim como o Flamengo ano passado. Aí eu fui cobrado ano passado (no Flamengo) quando voltamos de uma viagem depois de jogar contra o Athletico-PR, depois contra o Palmeiras, coloquei os jogadores e fui bombardeado. É muito desgaste – comentou.

– Eu sempre posiciono a diretoria do clube para não ter divergência para fluir naturalmente e que todos pensem naturalmente. É uma decisão que precisa ser compartilhada, com conhecimento da diretoria. Fiz e não me arrependo, porque os jogadores da quarta-feira estarão mais descansados e poderemos prepará-los para um jogo tão difícil. Encarar o Corinthians sempre é um momento único, e uma oportunidade como essa – acrescentou.

Neste domingo, James fez sua estreia com a camisa do São Paulo. Dorival colocou o meia colombiano aos 20 minutos do segundo tempo, mas ainda prega cautela em relação a condição física do jogador.

– Vamos com calma em relação ao James, aos poucos ele vai se integrando, vai também alcançados as melhores condições.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *