O técnico Dorival Júnior justificou a escalação de reservas no duelo desta quarta-feira contra o Fortaleza, no Morumbi, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A derrota por 2 a 1 em casa deixa o time a quatro pontos da zona de rebaixamento, dias antes de o Tricolor decidir a Copa do Brasil contra o Flamengo, novamente em casa.

Em entrevista concedida depois da partida, Dorival admitiu o “risco calculado” em poupar nomes fundamentais como Calleri, Lucas, Beraldo, Arboleda e Rafinha, que sequer foram relacionados. O foco está no domingo diante da possibilidade de conquista de um troféu inédito.

– O perigo é iminente e calculado. Nós não podíamos fazer o que a gente vinha fazendo em outras fases, com disputas a toda semana. Não tinha como colocá-los em campo. Chegamos em uma final, antes estávamos brigando por uma passagem de fase. A equipe vem apresentando bom nível de atuações, hoje da mesma forma – comentou o treinador.

– Abrimos para a diretoria opinar e que a gente não excluísse essa oportunidade. Poderíamos ter resultados bem melhores do que aconteceram, mas me preocupa muito o jogo de domingo. A gente está focado nesse jogo. O treino hoje foi muito produtivo, um dos melhores desde que estou aqui. Isso tem sido fundamental – acrescentou Dorival.

O treino desta quarta-feira juntou os prováveis titulares para o compromisso de domingo contra o Flamengo. Após vencer no Maracanã por 1 a 0, o São Paulo está a somente um empate de conquistar a Copa do Brasil e uma vaga na fase de grupos da Conmebol Libertadores de 2024.

– Não estou trabalhando essa equipe há 20 dias, mas desde abril. Estou condicionando o grupo para chegar a uma decisão. Não tenho dúvidas que estaremos atentos a tudo o que for possível. É um jogo e tudo pode acontecer, mas estamos trabalhando com atenção para erros não aconteceram – comentou Dorival.

A decisão da Copa do Brasil pautou boa parte da entrevista de Dorival Júnior. O técnico aborda a final com muita cautela, especialmente pela vantagem adquirida com a vitória no Maracanã.

Estar em uma final com menos de um ano de trabalho, aliás, surpreende o treinador, a 90 minutos de conquistar pela segunda vez consecutiva o torneio nacional.

– Você não administra o resultado. O trabalho que vem sendo feito por diretoria, jogadores e entorno do clube, percebi que algo bom vai acontecer. Não imaginei que chegaria tão cedo a uma final, em apenas sete meses de trabalho. Não imaginei que aconteceria e aconteceu – comentou.

– Tudo pode acontecer no domingo, mas não vai faltar luta, entrega e dedicação. Não dá para saber o que vai acontecer, só o homem lá de cima para saber. O São Paulo está prestes a ser recompensado por ter um trabalho sério e com dedicação. As pessoas estão dando a vida para que aconteça – encerrou o treinador.

Confira mais declarações de Dorival Júnior:
Jovens
– Acho que estão evoluindo bastante. Temos outros garotos que estão sendo preparados. Tem mais garotos que espero poder ver mais até o final do ano. Para o ano que se inicia, eles vão ocupar um espaço que será importante no dia a dia do clube. Que eles possam evoluir, melhorar, entrando em momento difíceis, deixando seu recado. Tudo tem que ser bem trabalhado, até pela quantidade de jogadores que temos. Bom em alguns momentos e ruim em outros.

Mudanças para poupar
– Sim e não. A saída foi pensada. Não foi nenhuma alteração estratégica, no sentido tático. Foram alterações para que não desgastássemos jogadores importantes, que naturalmente podem começar ou não. Eu fico tranquilo porque sei que todos eles estão preparados para atuar.

Walce
– O esforço e dedicação de um atleta e tem que ser compensado em algum momento. Temos jogadores à frente, deixei isso claro ao Walce, nunca escondi. Sempre considerei que esse menino tinha tudo para deslanchar e ser nível seleção.

– Aconteceram problemas e ele tem trabalhado com muita intensidade e quem sabe ele possa vir ter oportunidades. Depende do momento. O esforço que ele vem fazendo é muito grande e temos que olhar em algum momento.

Igor Vinícius
– Ele começou a ir para campo agora, intensificando ainda mais. Que possa não sentir mais dores. Se Deus quiser no máximo… É difícil colocar dias, mas que ele esteja o mais rápido possível para quem sabe possa entrar nesse Brasileirão e se apresentar em janeiro nas melhores condições.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *