Arboleda ainda é tratado como dúvida no São Paulo e pode abrir espaço no time titular para um jogador que se acostumou a disputar decisões pelo clube.

Capitão em 2022, Diego Costa é opção para formar a zaga com Beraldo contra o Flamengo, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pelo jogo de ida da decisão da Copa do Brasil, e ter a oportunidade de afastar traumas recentes em finais pela equipe do Morumbi.

Diego Costa foi titular nas decisivas partidas contra Palmeiras (Paulistão) e Independiente Del Valle (Sul-Americana).

O Tricolor acabou sofrendo uma goleada de 4 a 0 do rival, no Allianz Parque, e perdeu por 2 a 0 para os equatorianos na decisão em Córdoba, com o primeiro gol saindo depois de corte errado do ex-capitão perto da área são-paulina.

O jogo na Argentina, por sinal, foi o último do zagueiro em 2022 e marcou o fim de uma temporada de bons momentos, mas com traumas nos momentos mais decisivos.

Diego Costa passou por uma cirurgia no joelho no fim de 2022 e só voltou aos gramados abril deste ano, mas sem a mesma condição de titular.

Os problemas que o São Paulo precisa resolver antes da final da Copa do Brasil

Com apenas 19 jogos em 2023, Diego agora aparece como opção diante do problema físico de Arboleda e pela escolha de Dorival Júnior no meio de semana, quando a base da equipe a ser escalada no domingo entrou em campo no Beira-Rio.

Foi Diego Costa quem atuou ao lado de Beraldo na zaga são-paulina na partida contra o Internacional, que terminou com derrota tricolor por 2 a 1, em duelo pelo Brasileirão.

Diego Costa ainda tem um ponto favorável: respeito dentro do vestiário. No ano passado, enquanto ostentava a faixa de capitão com apenas 23 anos, era o jogador muitas vezes a “dar a cara à tapa” nos momentos ruins.

Nem as más lembranças das decisões, como no envolvimento direto no primeiro gol do Del Valle, atrapalham a avaliação de Diego Costa, que tem concorrência na disputa para a possível vaga a ser deixada por Arboleda.

Além de Diego, Alan Franco é outra opção direta. O argentino ficou no banco de reservas contra o Inter, mas soma mais partidas em 2023: 27.

A definição por Arboleda será tomada no último instante antes da viagem. O equatoriano será novamente avaliado na atividade deste sábado, no CT da Barra Funda.

Desde o retorno da Data Fifa, o zagueiro equatoriano permaneceu sob cuidados dos fisioterapeutas e não treinou com o restante do elenco. A prova final será na última atividade de campo antes do embarque da delegação para o Rio de Janeiro.

Há otimismo dentro do clube em relação à condição do equatoriano, que perdeu a decisão da Sul-Americana por lesão e acabou sendo reserva na finalíssima do Paulistão contra o Palmeiras no ano passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *