Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, a defesa do São Paulo considerada titular – Rafael, Rafinha, Arboleda, Beraldo e Caio – está dando mostras que é muito confiante, que uma falha aqui ou acolá até poderá ocorrer, mas estamos há três jogos sem sofrer gols.

Neste domingo, na Vila, onde o São Paulo foi superior quase que o jogo todo, tendo mais de 70% de posse de bola, a defesa se manteve no mesmo nível, não permitindo que Soteldo, Marcos Leonardo e seus companheiros tivessem qualquer oportunidade. Some-se a isso a presença em quase todo os cantos de Pablo Maia, que dá uma segurança completa para nosso sistema defensivo.

O problema, porém, reside no ataque. Sem Calleri o São Paulo perde objetividade e, mais do que isso, poder de fogo. Já rodaram por ali Juan, Erison, David, Luciano, e ninguém consegue dar a consistência que precisamos no ataque. Isso significa que precisamos urgentemente de um novo centroavante, com as características de Calleri, para suprir sua eventual ausência.

Isso se repetiu contra o Santos. Oportunidades foram criadas. Juan perdeu gol, Luciano perdeu gol, Michel Araújo perdeu gol, Wellington Rato perdeu gol. Enfim, todos perderam gols, sem contar os erros primários dos jogadores de ataque.

Partida que não valia muita coisa, a não ser atingirmos a nota de corte, 46 pontos, fico aqui pensnado no ambiente interno do São Paulo. James Rodrigues teve indisposição estomacal terça-feira passada, fisgada na coxa no sábado, sem, no entanto, que o impeça de jogar pela Colômbia contra o Brasil; já Pato teve uma indisposição inexplicável e também não foi para Santos.

Seria prenúncio de descontentamento com Dorival Jr por serem preteridos por Juan, Wellington Rato, Erison e David? Seria um início de despedida?

Pato tem contrato de produtividade encerrando em 31 de dezembro. Mas James Rodrigues tem um contrato de três anos, ganhando um milhão de reais por mês até dezembro, passando a R$ 1,3 milhão a partir de janeiro, sem contar US$ 500 mil de gatilho que dispara a cada 16 jogos disputados.

Se isso for – e parece ser mesmo – descontentamento com Dorival, como a diretoria vai agir em relação ao colombiano? Aquele que vinha para nos salvar contra o Corinthians na segunda partida da semifinal da Copa do Brasil e não entrou um minuto sequer em nenhum jogo do torneio, parece que pode se transformar em mais um jaboti milionário para as contas do São Paulo.

Esperando para ver o que vai acontecer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!