O São Paulo viveu um momento de extrema agonia no Estádio Novelli Júnior, em Itu, neste último domingo. Foram exatos nove minutos em que o Tricolor achou que seria eliminado de maneira precoce do Campeonato Paulista, após o gol do Ituano já nos minutos finais da partida.

Apesar do susto, a equipe arrancou a vitória com um gol de pênalti nos acréscimos, convertido por Lucas, e garantiu sua vaga nas quartas de final. Os nove minutos entre os dois tentos renderam algumas cenas marcantes no pequeno estádio do Ituano.

Logo após o gol marcado por Zé Carlos, aos 43 minutos do segundo tempo, a reação dos jogadores são-paulinos não poderia ser diferente. Em um movimento quase sincronizado, praticamente todos que estavam em campo e também no banco de reservas levaram a mão à cabeça.

Entretanto, uma cena em específico chamou atenção. Depois de olhar para trás e ver os seus jogadores e, sobretudo, um efusivo Calleri, o técnico Thiago Carpini olhou para o campo e pediu calma. Afinal, ainda havia tempo da equipe buscar o resultado.

Os torcedores do Ituano, apesar de estarem prestes a ver o time ser rebaixado para a Série A2, comemoraram o tento como se fosse a conquista de um título. Houve até aqueles que gritaram: “Já estamos fud… Vamos, pelo menos, tirar eles”.

O final daquele roteiro era previsível: o São Paulo, abatido, não teria forças para reagir e amargaria uma eliminação vexatória. Mas o que se ouviu das arquibancadas ocupadas pela torcida tricolor foram gritos de apoio. No momento mais difícil da partida, eles cantaram ainda mais alto e ergueram o astral dos jogadores.

Lucas, como líder que é, colocou a bola no centro de campo e chamou a responsabilidade. A partir daí o que se viu no Novelli Júnior foi um São Paulo elétrico, que partiu com tudo para cima do Ituano em busca de uma vitória heroica e improvável.

Foram alguns minutos de alta tensão no estádio, e a cada ataque do São Paulo a torcida aumentava o som. Foi assim que, no apagar das luzes, os são-paulinos viram Juan ser derrubado na área e Claus, após revisão no VAR, assinalar o pênalti.

Já no banco de reservas, Luciano abraçou Carpini e festejou tal qual um gol. Quando Lucas colocou a bola nas redes, os atletas tricolores que estavam no banco de reservas jogaram copos d’água para o ar, pularam e fizeram o já famoso gesto de “acabou”. Era o alívio de ver seu time garantido na próxima fase depois de um grande susto.

Classificado, o São Paulo enfrentará o Novorizontino nas quartas de final do Paulistão. O Tricolor ficou na liderança do Grupo D, com 22 pontos, mesma pontuação do rival, segundo colocado.

Ainda não há data nem horário confirmados para o duelo eliminatório. A Federação Paulista de Futebol (FPF) ainda não divulgou a tabela completa da próxima fase da competição. No entanto, com o primeiro lugar da chave, a equipe de Thiago Carpini garantiu o mando de campo para uma torcida que, mais uma vez, deve lotar o Morumbi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *