O São Paulo saiu na frente por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. Após vencer o jogo de ida por 1 a 0, o Tricolor encara o Palmeiras, na quinta-feira, às 20h (de Brasília), podendo até mesmo empatar no Allianz Parque para garantir a classificação nas quartas de final.

O cenário mais favorável faz o torcedor acreditar que uma nova eliminação do rival é possível. Nos últimos anos, o embate entre as equipes em duelos eliminatórios tem sido equilibrado.

Abaixo, o ge separou cinco motivos que devem fazer o São Paulo acreditar que é possível avançar na Copa do Brasil.

Histórico
O São Paulo tem uma ampla vantagem sobre o Palmeiras quando o assunto é mata-mata. São 20 duelos do tipo na história, com o São Paulo vencedor em 15 deles – entre eles, o último, justamente na Copa do Brasil de 2022.

Desde 2019, este é o sexto confronto de mata-mata entre os dois clubes. Nesse período, o São Paulo venceu três, e o Palmeiras dois – inclusive uma final de Paulista para cada um.

Dorival copeiro

Dorival Júnior conhece bem torneios mata-mata e tem um aproveitamento que chama a atenção. O treinador do São Paulo tem desempenho de 73% em confrontos eliminatórios.

Durante toda a carreira como treinador, Dorival dirigiu 79 duelos deste tipo, seja em dois jogos ou em embate único, de acordo com levantamento do “Espião Estatístico”.

No total, o técnico do São Paulo saiu classificado ou campeão em 58 oportunidades e perdeu 21, num corte que junta eliminações e vice-campeonatos.

Titulares descansados
Para ter um time em boas condições físicas na quinta-feira, o técnico Dorival Júnior poupou todos os prováveis titulares do jogo do último domingo, contra o Bragantino, pelo Campeonato Brasileiro.

A ideia é que o São Paulo tenha superioridade física contra um Palmeiras que utilizou todos os seus titulares no sábado, diante do Flamengo, também pelo Brasileirão. A equipe ainda deve ter os retornos de Calleri e Luciano, que se recuperam de dores.

Aprendizado doloroso
O São Paulo aprendeu da pior forma que não se pode comemorar antes da hora em um duelo eliminatório contra o rival alviverde. Na final do Paulistão de 2022, o Tricolor venceu o primeiro jogo no Morumbi por 3 a 1 e levou uma ótima vantagem para a partida da volta.

No Allianz Parque, porém, a equipe não segurou o Palmeiras e sofreu uma derrota de 4 a 0 que deixou grandes feridas para a sequência da temporada. Grande parte dos jogadores que estiveram naquela decisão estarão em campo na quinta-feira.

Defesa em alta
Se o São Paulo não levar gols na quinta-feira estará classificado. E a defesa tem sido um dos pontos altos do time de Dorival Júnior, principalmente nas últimas partidas.

Nos últimos quatro jogos em que o Tricolor entrou em campo, o time não foi vazado em nenhuma ocasião. O último gol sofrido foi no dia 24 de junho, na derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, fora de casa, pelo Brasileirão.

Desde então, o São Paulo tem sofrido baixas no setor defensivo e mesmo assim mantido o bom desempenho. No último domingo, por exemplo, Matheus Belém foi titular pela primeira vez e deixou o gramado como o melhor jogador do confronto diante do Bragantino. Contra o Palmeiras, Beraldo e Ferraresi estão fora. Alan Franco é dúvida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *