Praticamente um mês separou a recusa de Thiago Carpini para assumir o Santos na temporada de 2024 do “sim” do então treinador do Juventude à proposta do São Paulo. Nesta quarta-feira, às 19h30, as equipes paulistas se enfrentam no Morumbi, pela oitava rodada do Paulistão.

Com um trabalho que gerou destaque nacional em 2023 por conta do vice-campeonato paulista com o Água Santa e o acesso à Série A com o Juventude, Thiago Carpini teve conversas com o Cruzeiro em dezembro e recebeu uma proposta oficial do Santos, numa negociação que ficou próxima do acerto.

O treinador se reuniu com Alexandre Gallo, e sua chegada à Vila Belmiro era dada como certa, mas as negociações foram encerradas. Carpini não gostou de o Santos não ter uma comissão técnica fixa definida. Ele gostaria de saber exatamente com quem trabalharia e qual cargo teria cada profissional. Por isso, mesmo depois de acertar salários e outras condições, voltou atrás e desistiu do Peixe.

Em participação no Boleiragem, do sportv, na semana passada, Carpini explicou a desistência:

– O Santos oficializou (uma proposta), mas penso que o próximo passo da carreira tem que ser muito bem pensado. Não posso agir na emoção por ser o Santos, com essa camisa, essa história. O momento que vive o Santos talvez não seria para mim. Não me senti seguro em relação ao projeto, às perspectivas, diferente do Carille, que aguentaria talvez quatro ou cinco porradas – explicou.

O Santos, então, partiu para negociar com Fábio Carille e acertou o retorno do treinador uma semana depois do “não” de Carpini. Ele seguiria no Juventude até a primeira semana de janeiro, quando a CBF levou Dorival Júnior do São Paulo e ele entrou na rota do Tricolor para assumir a equipe em 2024:

– Essa segurança eu senti no São Paulo, então era o momento, a hora, o projeto. A gente vem de um bom trabalho em 2023, diferente do Santos, que estava no pior momento da história – comparou.

Em sete partidas, Carpini acumula quatro vitórias, dois empates e uma derrota. Neste início de trabalho, conquistou a Supercopa contra o Palmeiras no Mineirão, em seu primeiro título da carreira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *