Em seu reencontro com o Guarani, clube em que atuou como atleta, auxiliar e treinador em início de carreira, Thiago Carpini não deixou o campo feliz após o empate por 1 a 1 do São Paulo com o Bugre. Na visão dele, o Tricolor criou mais chances e poderia ter saído com os três pontos.

– Hoje tivemos cruzamentos, 22 finalizações, posse de bola, o São Paulo foi melhor em tudo, mas não conseguimos o principal que era a vitória. Nos mostra direções para o decorrer da temporada, mas damos toda atenção ao Paulistão. Temos que brigar por tudo pela grandeza da instituição – disse o treinador, que não vence há quatro partidas à frente da equipe.

Com 15 pontos, o São Paulo volta a campo na quarta-feira com chance de assumir a liderança do Grupo D. Se vencer a Inter de Limeira em Brasília, em jogo atrasado, o São Paulo chega aos mesmos 18 pontos do líder Novorizontino, mas ficaria à frente pelo saldo de gols.

– É um momento em que as coisas estão oscilando de maneira negativa, mas não tem desespero. Vamos seguir a mesma linha de trabalho e nos preparar bem para fazer um grande jogo, que vai igualar as rodadas, e depois jogar as duas partidas finais. A gente trabalha com o que é palpável, o que passou, ficou para trás. É buscar os três pontos que já poderiam ter acontecido hoje e também contra o Red Bull, quando também merecíamos a vitória (empate por 2 a 2). Mas o futebol tem fatores que você não controla – lamentou o treinador.

Carpini confirmou após o jogo que, com a lesão de Luiz Gustavo, o departamento de futebol do São Paulo entrará com um pedido de substituição do meio-campista da lista de inscritos da primeira fase. Assim, o colombiano James Rodríguez já deve ficar à disposição na quarta-feira.

– O contato foi ele quem teve comigo, posteriormente com o grupo e antes com a diretoria. Ele se desculpou por não ter ido a Belo Horizonte, foi nobre da parte dele, ele sabe que errou. Ele entendeu que temos um bom ambiente no São Paulo e que temos um ano promissor, talvez isso tenha despertado nele o desejo de permanecer. Ele se desculpou, é um cara de capacidade técnica indiscutível que perdeu um período de preparação, vamos avaliar em que estágio está, por mais que tenha feito uma semana de treinamentos muito boa – elogiou Carpini.

– O Luiz teve essa lesão e o prazo de recuperação passa o período da competição. Amanhã devemos tomar as providências para fazer a troca do atleta. Espero que seja reforço para o São Paulo, temos processos aqui dentro e ele será mais um para nos ajudar. Existe uma hierarquia, acima de tudo a instituição, o ambiente, e ele entendeu isso, nunca criou problema, sempre cumprir suas obrigações, tem astral bom. Esperamos que nos ajude em algum momento da competição dentro de campo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *