Com as eleições se aproximando, as notícias começam a se proliferar e essa coluna volta a fazer parte do dia a dia do  Tricolornaweb.

Vinicius Pinotti, que deixou a oposição (grupo Raiz) e migrou para a situação (grupo Participação, o mesmo de Júlio Casares), fez a mudança com a promessa que lhe foi feita de que será o candidato apoiado por Júlio Casares em 2026.

Alguns problemas que vislumbro por aí, que apontam para mais traições:

  1. Júlio Casares tinha se compromissado com Carlos Belmonte em 2020, de que ele seria seu sucessor em 2023;
  2. Júlio Casares também deixou abertas as portas para Olten Ayres de Abreu e Harry Massis Jr (atual vice-presidente) para disputarem a indicação para sucedê-lo;
  3. Júlio  Casares deu o golpe no estatuto, amplamente apoiado por Olten Ayres de Abreu e Antonio Donizete Gonçalves (Dedé);
  4. Júlio Casares deu o  primeiro “tombo” em Carlos Belmonte e em Olten. No caso do presidente do Conselho Deliberativo após as matérias do Tricolornaweb, apontado o grau de alcoolismo de Olten e as peripécias aprontadas, inclusive dirigindo um carro do clube embriagado.
  5. Júlio Casares fará como seu candidato à presidência do Conselho Deliberativo Marcelo Abranches Pupo Barbosa, o mesmo que presidiu o  CD na gestão Leco;
  6. Júlio Casares vai dar um segundo tombo em todos eles, porque, certamente, reeleito, dentro de um ano e meio, trará à tona a interpretação assinada por Carlos Miguel Aidar de que se elegeu (e não se reelegeu) por um novo estatuto. Portanto, terá direito a mais uma reeleição para três anos, repetindo fielmente o feito de seu mentor, Juvenal Juvêncio;
  7. Júlio Casares vai trair mais uma vez Carlos Belmonte, porque lhe tirará o cargo de diretor de Futebol no próximo ano. Para seu lugar irá o atual diretor Social, Dedé (que é santista).  No lugar de Dedé assumirá a diretoria Social Mara Casares.

Quem viver, verá!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!