Há muito tempo temos dito que há uma ligação íntima e expressa entre essa diretoria do São Paulo e membros a Torcida Independente. Tanto que na gestão Júlio Casares, centenas de simpatizantes desta torcida se tornaram sócios do clube. Até aí nada demais, afinal todos tem esse direito.

O que pesa são as denúncias que surgiram nesses quase três anos de gestão, das visitas constantes de Marcio Calomagno à sede da Independente, uma mansão localizada em frente ao estádio Cícero Pompeu de Toledo e as críticas desta torcida ao longo desses anos, pedindo troca de técnico, contratação de jogadores, escolhendo culpados, mas nunca dirigindo as críticas à diretoria.

Pois bem: a Independente está vendendo copos retro e dando como prêmio a quem comprar um ingresso para o jogo desta quinta-feira, contra o San Lorenzo, pela Sul-Americana.

Até aí, também, nada de anormal. Apesar do valor do copo ser R$ 100 e o ingresso a metade disso, é plenamente viável a Torcida fazer esse comério.

Mas ficam no ar algumas perguntas a serem respondidas:

  1. A diretoria fornece os ingressos para a Independente?
  2. A Independente vende os copos e fica com o lucro?
  3. Há divisão de lucros com algum diretor ou com o clube?
  4. Quem é o fabricante dos copos? O mesmo que faz para o Marketing?

Quem pergunta quer resposta. Não estou fazendo acusação alguma contra ninguém, nem me posicionando contra a Torcida Independente, a quem respeito, apesar de entender que comete alguns excessos. Mas espero resposta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *