Jonathan Calleri pode ser uma nova preocupação para o São Paulo. O atacante deixou a partida contra o Tigre, na terça-feira, com uma forte dor nas costas e se mostrou incomodado com o problema.

– Na verdade, estou preocupado, porque senti uma dor esquisita. Mas vou fazer de tudo para estar em campo sábado e poder ajudar o time – afirmou Calleri, em entrevista à Espn Argentina, após a vitória.

Calleri deve ser avaliado na reapresentação do time, nesta quarta-feira, para saber a gravidade do problema. A sua presença no duelo diante do Fluminense, no sábado, às 16h, pelo Brasileirão, se torna uma incógnita.

Além de Calleri, Pablo Maia também é uma preocupação. Ele levou um forte carrinho no primeiro tempo da partida e saiu de campo chorando. O volante foi para o hospital para realizar exames, que não detectaram fratura no tornozelo esquerdo, mas há uma preocupação com a perna direita.

Caso a dupla não tenha condições de jogo no sábado, os substitutos podem ser Juan, para o ataque, e Luan, para atuar como primeiro volante.

Na entrevista coletiva após a vitória contra o Tigre, Dorival Júnior disse não saber o estado de Calleri e minimizou a pancada sofrida por Pablo Maia.

– Acredito que não tenha sido nada com o Pablo. Foi uma jogada violenta, mas que graças a Deus não nos trouxe maiores prejuízos. Uma partida disputada como foi. Em relação ao Calleri não tenho informações – afirmou.

Com o resultado de terça, o São Paulo avançou às oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *