A volta de Welington aos jogos do São Paulo, após quatro meses se recuperando de uma lesão no tornozelo, deu ao técnico Dorival Júnior opções para a lateral esquerda, setor carente da equipe no primeiro semestre.

Nesse período, Caio Paulista, contratado no início da temporada, ficou com a vaga e se tornou um dos principais jogadores do time – com o jovem Patryck na reserva.

Welington, que era titular até se machucar, retornou aos gramados no fim de semana, contra o Santos. Ele começou a partida e foi substituído por Caio Paulista no segundo tempo – o que não é um indicativo de que o segundo tenha perdido a posição, já que Dorival poupou alguns atletas por causa do desgaste na partida contra o Palmeiras, três dias antes.

Tido como um dos jogadores mais promissores do elenco, Welington, de 22 anos, não precisará, necessariamente, disputar posição com Caio Paulista. Dorival admite que pode escalar o time com os dois em campo.

Caio é atacante de origem, mas passou a ser improvisado na lateral quando defendia o Fluminense, sob o comando de Fernando Diniz. Foi com essa condição que ele chegou ao São Paulo, em janeiro, para ser reforço na ala.

Questionado se poderia montar a equipe com Welington na lateral e Caio Paulista como ponta, Dorival afirmou que é uma opção:

– Há “n” possibilidades para trabalharmos, não necessariamente que seja apenas de trocar um pelo outro – disse ele.

– Vamos deixar as coisas acontecerem. Fiquei muito feliz com a atuação do Welington. Depois de um grande período parado, ele volta e volta muito bem. Imaginei até que ele suportasse apenas a primeira etapa, e ele passou mais uns dezessete, dezoito minutos da segunda, o que foi muito bom – completou o treinador.

Welington geralmente é citado por dirigentes como um dos jogadores que tem atraído a atenção de equipes estrangeiras. Em 2022, o Bayer Leverkusen, da Alemanha, e a Fiorentina, da Itália, fizeram propostas. Mais recentemente, o Besiktas, da Turquia, também tentou contratá-lo, mas todas as ofertas foram consideradas baixas pelo São Paulo.

Caio Paulista, por outro lado, está emprestado pelo Fluminense até o final do ano. O São Paulo já sondou a equipe carioca sobre a possibilidade de vendê-lo – o contato prevê R$ 20 milhões por 80% dos direitos econômicos, mas os paulistas tentam negociar.

Além deles, Dorival também elogiou Patryck, de 20 anos, que jogou pouco, sem grande destaque, mas em quem se deposita grandes esperanças pelo desempenho na base, com passagens frequentes seleções de cada categoria.

– É um jogador que também promete muito. Eu fico muito feliz por ter hoje três jogadores em quem eu tenho confiança de poder escalar qualquer um em qualquer situação, em qualquer momento. Isso é muito bom – disse o treinador.

Fonte: Globo Esporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *