Lucas Beraldo é o novo jogador do Paris Saint-Germain. O zagueiro de 20 anos chega ao clube francês com grandes expectativas após se destacar com a camisa do São Paulo, faturando o título inédito da Copa do Brasil. Formado em Cotia, ele teve pouco tempo para mostrar seu futebol no profissional, mas rapidamente se consolidou entre os titulares, muito graças a um outro defensor: Miranda.

Atualmente aposentado, Miranda foi companheiro de Beraldo em 2022, quando o jovem ainda não recebia muitas oportunidades do técnico Rogério Ceni, mas já treinava com o elenco profissional e pôde aprender muita coisa com o experiente zagueiro.

“Foi muito importante o Miranda na minha carreira, e ele sabe disso, sou muito grato a ele. Quando você não joga, você fica um pouco estressado. Ele fala ‘Calma, menino, sua hora vai chegar’. Sempre dando confiança, conselhos”, disse Beraldo.

Recentemente, o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, revelou uma conversa que teve com Miranda no CT da Barra Funda. O zagueiro comentou que Lucas Beraldo seria um jogador melhor que ele, se mostrando surpreso com a qualidade do jovem recém-promovido das categorias de base.

“Treinando do lado dele, vendo as coisas que ele fazia, ver onde ele chegou, que era onde também queria chegar, ser campeão com a camisa do São Paulo, Seleção Brasileira, times da Europa. Me inspirei muito nele enquanto ele estava aqui com a gente, poder aprender e desfrutar ao máximo o que ele tinha para me ensinar, me mostrar”, concluiu Beraldo.

Se a previsão de Miranda irá se confirmar, ainda não dá para saber, mas é inegável o potencial de Lucas Beraldo, que caminha a passos largos para se consolidar como um dos principais zagueiros brasileiros da atualidade.

“É um menino formado por nós, trabalhou conosco em Cotia e agora vai para o mercado europeu, como tantos outros. Nossa fábrica de Cotia segue muito forte, teremos novos jogadores na próxima temporada vindo de Cotia e temos essa reciclagem permanente desses meninos de Cotia, que em algum momento acabam saindo porque o mercado europeu sabe da excelência da formação dos nossos atletas”, comentou o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *