O São Paulo anunciou, na última terça-feira, a renovação contratual de dois destaques da base: Matheus Belém e Iba Ly. O zagueiro assinou até o fim de 2026, enquanto o volante senegalês firmou novo vínculo até o final de 2027.

Apesar das renovações contratuais, os dois jovens jogadores ainda buscam suas primeiras oportunidades com a equipe principal em 2024. Iba Ly foi inscrito na lista A do Campeonato Paulista, mas não chegou a ser utilizado pelo técnico Thiago Carpini na primeira fase e, inclusive, pode ser retirado de pauta para a inscrição do atacante André Silva.

Iba Ly foi um dos destaques da campanha tricolor durante a Copa São Paulo de Futebol Júnior. O senegalês entrou em campo em todos os seis jogos do time na competição e chamou a atenção da torcida, mas ainda não conseguiu chances na equipe profissional.

Com Thiago Carpini, o volante pôde ser utilizado somente uma vez. No entanto, não saiu do banco no empate diante do Guarani, em 1 a 1, pela décima rodada do Paulistão. Antes e depois disso, não foi nem relacionado para as demais partidas.

Vale lembrar que, neste momento, o Estadual permite somente sete estrangeiros relacionados por partida. De forma geral, em seu elenco, o São Paulo possui dez nascidos fora do país. Com isso, Carpini tem preferido utilizar os demais atletas do grupo. Além disso, o Tricolor possui um meio-campo recheado de opções.

Já Matheus Belém vive uma situação um pouco diferente , pois integra a lista B do São Paulo para o Campeonato Paulista. Promovido ao profissional, o zagueiro treina junto ao grupo no CT da Barra Funda há algum tempo, mas ainda não recebeu sequência na equipe principal.

O defensor foi relacionado para mais jogos que Iba Ly, porém ainda não teve chances de fazer sua estreia na atual temporada. O atleta esteve com o elenco em cinco oportunidades: contra Santo André, Palmeiras, Mirassol, Bragantino e Guarani.

Muito disso passa pelas ótimas opções que Carpini têm em mãos para o setor defensivo. Sem lesionados, o treinador tem à disposição Arboleda, Ferraresi, Diego Costa e Alan Franco para integrar a defesa, sendo que todos demonstraram um bom nível neste início de ano.

Belém começou a ganhar espaço na equipe principal do São Paulo ainda com Rogério Ceni no Paulistão de 2023 e disputou seus primeiros minutos como profissional no clássico contra o Santos. Estreou como titular já sob o comando de Dorival Júnior, diante do Red Bull Bragantino, e também atuou contra o América-MG – ambas as vezes pelo Campeonato Brasileiro.

Até o atual momento da temporada, o Cria de Cotia que mais acumulou minutos foi João Moreira. O lateral direito possui 278 minutos em cinco jogos disputados – quatro do Paulista e um da Supercopa Rei. Atrás do português vem Patryck, que jogou 75 minutos em duas partidas.

Por fim, o atacante William Gomes, considerado uma das joias da base são-paulina, esteve no gramado pela equipe profissional apenas uma vez. O jovem atleta entrou já no fim da vitória tricolor sobre o Água Santa por 3 a 0. Foi relacionado para mais oito duelos do Paulista, mas não saiu do banco em nenhum.

O goleiro Young, o lateral direito Igor Felisberto, o meia Rodriguinho e o volante Felipe Negrucci foram outros nomes da base do São Paulo que também não receberam chances com Carpini.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *