O São Paulo enfrenta o Corinthians nesta terça-feira, às 19h30 (de Brasília), em Itaquera, pela quarta rodada do Campeonato Paulista. Alisson, provável titular no primeiro clássico do Tricolor na temporada, projetou o confronto e procurou deixar o incômodo tabu de sua equipe jamais ter vencido em Itaquera de lado.

“Nosso foco é sempre o próximo jogo. Então, nosso próximo jogo é o Corinthians, uma equipe muito difícil de se enfrentar, a gente sabe disso. Clássico que para São Paulo, se não parar o Brasil também. A questão do tabu, isso aí a gente deixa um pouco de lado. A gente quer chegar lá para fazer uma grande partida e conquistar nosso objetivo, que são os três pontos, para podermos manter a liderança do Paulista, que é muito importante para a gente”, disse Alisson.

Rodando o elenco nas três primeiras rodadas do Campeonato Paulista, o técnico Thiago Carpini deverá levar a campo nesta terça-feira aquilo que tem de melhor. Lucas Moura e Rafinha, que voltaram a treinar com o elenco recentemente após cumprirem cronogramas personalizados com foco no controle de carga, estão relacionados, mas podem iniciar no banco de reservas, já que no próximo domingo tem a Supercopa do Brasil, contra o Palmeiras, no Mineirão.

“O professor Thiago vem rodando o grupo, a gente sabe da sequência. Temos um grupo muito qualificado, então vem surgindo oportunidade para todo mundo. Agora vem nosso primeiro clássico, primeiro clássico do ano, um jogo muito difícil. Estamos bastante focados, conseguimos treinar o que vamos colocar em prática amanhã para que a gente possa fazer um excelente jogo lá e conseguir a vitória”, prosseguiu o volante tricolor.

Embora o São Paulo amargue o fato de jamais ter vencido o Corinthians na casa do rival, Alisson tem boas lembranças do Majestoso. Em 2022, pela semifinal do Campeonato Paulista, o volante foi decisivo para a classificação do Tricolor, marcando o segundo gol da vitória por 2 a 1 sobre o Timão, no Morumbi.

“A gente sempre pensa no próximo jogo, mas, sem dúvidas, um clássico é sempre especial. Tive a felicidade de poder fazer um gol e, quem sabe, pode sair novamente amanhã. Mas, como eu disse, o importante é a gente ir até lá, fazer uma grande partida e conquistar os três pontos”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *