O São Paulo ficou no empate em 1 a 1 com o Palmeiras neste domingo, no Morumbi, em clássico marcado pela polêmica arbitragem do jovem Matheus Delgado Candançan, de 25 anos. Após a partida, Alisson, autor do gol tricolor, fez questão de criticar a atuação do juiz pelas decisões um tanto quanto questionáveis ao longo dos 90 minutos.

Os dois lances capitais que tiveram interferência do VAR foram o pênalti a favor do Palmeiras, após o goleiro Rafael atingir a cabeça do zagueiro Murilo ao tentar afastar a bola com um soco, e o pênalti não marcado a favor do São Paulo, mesmo com o árbitro de vídeo tendo sugerido a revisão, depois que Luciano foi tocado por Piquerez, por trás.

“Não dá para falar agora, porque estava ali dentro de campo, o lance é muito rápido. Ele teve a oportunidade de consultar o VAR, mas tem que rever algumas situações, né? Pelo que a gente viu ali, ele vai dar pênalti em todo lance que o goleiro sair para socar a bola e pegar em alguém. Pelo que vi, ele [Rafael] pega a bola. No lance do Luciano, ele pegou o Luciano e pegou a bola também. Tem que rever algumas situações, porque estraga o jogo, o espetáculo. A gente sai chateado por esses dois lances”, disse Alisson à TNT Sports.

Com o empate, o São Paulo segue na liderança do Grupo D, com 19 pontos, assim como o Novorizontino, segundo colocado. O São Bernardo, terceiro, tem 18 tentos. Por isso, o Tricolor terá de ir com força máxima para a última rodada, contra o Ituano, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), fora de casa, para confirmar sua presença nas quartas de final do Campeonato Paulista.

“Momento agora é de trabalhar nessa semana para que contra o Ituano a gente possa estar bem preparado para conseguir nosso objetivo, que é a classificação”, concluiu Alisson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *